segunda-feira, 16 de março de 2020

Ex-bombeira afirma ter sido demitida por causa de suas fotos em seu perfil no Instagram, confira aqui! |Últimas Notícias do Brasil!


Ex-bombeira afirma ter sido demitida por causa de suas fotos em seu perfil no Instagram, confira aqui! |Últimas Notícias do Brasil!
Foto / Reprodução



1 News - Muitas pessoas no mundo conciliam seus trabalhos no plano físico com um trabalho desenvolvido no plano virtual. Algumas dessas pessoas vão acumulando seguidores com o tempo e acabam se tornando influenciadores digitais, o que as vezes acaba incomodando as empresas onde trabalham. Até que ponto uma pessoa pode conciliar as duas atividades? Isso depende de vários fatores e a americana Presley Pritchard diz ter sofrido preconceito no seu antigo local de trabalho.




A ex-paramédica dos bombeiros dos Estados Unidos afirma que foi demitida de suas funções pelo simples fato de trabalhar também como blogueira e Personal trainer em seu perfil pessoal do Instagram.

De acordo com Presley, o corpo de bombeiros chegou a lhe dar uma advertência por conta de suas fotos como influenciadora digital.
‘É importante ressaltar que o Departamento de Bombeiros não possui qualquer política de mídia social. Eu fui escorraçada da corporação por conta da minha aparência e minhas roupas de academia’, afirmou ela. 





Em seu perfil pessoal no Instagram, Presley Pritchard já soma mais de 259 mil seguidores, com quem vem compartilhando inúmeras dicas sobre uma vida mais saudável. No entanto, um de seus superiores no corpo de bombeiros não viu seu perfil dessa maneira, e por conta própria decidiu enviar uma mensagem para um dos conselheiros da corporação pedindo uma punição para a moça. Ele afirmou em sua mensagem que Presley estava sensualizando demais em suas fotos na internet.


Logo após o email, Presley foi chamada para uma reunião na corporação para se explicar sobre suas fotos na internet, que para eles eram ousadas demais.

Ver essa foto no Instagram

You can watch me, knock me, block me, or join me. What you CANNOT do, is stop me. No matter how many times I fall, I will still rise. Storms make trees take deeper roots. I don’t seek to be liked or relevant. I seek to be so much more than normal. I’m so focused on my goals and what God is using me for that I have no interest in who’s fake, who’s talking behind my back, or who’s hating on me. As @timtebow said, “it’s not about proving the haters wrong.” Im on a mission. I’m destined for impact. I have a purpose. And NO ONE and NOTHING will stand in my way. If my path demands I walk through Hell, I’ll walk as if I own the place. I’ve survived 100% of my worst days so far. Keep the faith and refuse to give up. The best is yet to come. - {the battle is not yours, but God’s- 2 chronicles 20:15}
Uma publicação compartilhada por Presley Pritchard (@presleykp.fit) em

Após explicar para a corporação que seu intuito era apenas dar dicas de uma vida saudável para os seu seguidores Presley pediu permissão a seus superiores para fazer um ensaio fotográfico com o intuito de comercializar camisetas com a frase “combata o fogo como uma garota!”.

 Com o ensaio devidamente autorizado, a corporação pediu apenas que Presley não usasse de forma alguma o logotipo do corpo de bombeiros pelo qual trabalhava. No entanto, após a conclusão do trabalho ela recebeu uma carta disciplinar com os dizeres de que ela tinha violado duas políticas da corporação: a primeira era a de que sua conduta depreciava o departamento e a segunda era a de que Presley usou as instalações dos bombeiros para seu ganho pessoal.

 A moça recebeu ainda um aviso prévio de cinco dias: de que se ela não apagasse as fotos nesse período, seria demitida da corporação. Presley optou por não apagar suas fotos e aguentar todas as consequências que seu ato poderia trazer.

A ex-paramédica dos bombeiros ficou chocada com toda a situação criada e contatou um advogado já que o departamento não tinha nenhuma “política padrão de mídia social”. Ela acabou sendo demitida em agosto de 2019 por conta das fotos e hoje briga na justiça alegando ser vítima de preconceito por ser mulher, já que nos Estados Unidos é muito comum que bombeiros tirem fotos sensuais para calendários.

 Após a enorme repercussão do caso o chefe dos bombeiros da Evergreen, Craig Williams declarou que “estabeleceu políticas e procedimentos para tratar de reclamações”, mas que até o momento não encontrou irregularidades no procedimento da demissão de Presley Pritchard. Para chegar a essa conclusão, Williams diz ter contratado um investigador independente para averiguar o que aconteceu no caso da influenciadora digital.


 Atualmente Presley está estudando para uma nova carreira e pretende se tornar paramédica em voos. Em seu perfil que causou toda a polêmica de sua demissão a personal incentiva que as mulheres continuem lutando pelos seus direitos.

fonte: 



Nenhum comentário: