segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Homem é preso suspeito de matar a mulher a facadas dentro de casa durante briga, em Goiânia, confira aqui! | UltimasNoticiasDoBrasil..com



Homem é preso suspeito de matar a mulher a facadas dentro de casa durante briga, em Goiânia, confira aqui! | UltimasNoticiasDoBrasil..com


Vizinhos ouviram discussão, entraram na casa e já a encontraram ferida. Filha da vítima, de 7 anos, lamentou a morte em um áudio para um familiar: 'Não sei por que matam as pessoas'.

Uma mulher foi morta a facadas dentro de casa no Jardim Guanabara, em Goiânia. O marido dela foi preso suspeito do crime. Em um áudio para um parente, a filha da vítima, de 7 anos, lamenta a morte da mãe. “Não sei por que os outros só ficam matando as pessoas”, disse, chorando.


Nilza Ramos Cruz, de 36 anos, foi morta na noite de sábado. Vizinhos ouviram a discussão entre ela e o companheiro e perceberam que ela estava sendo agredida. Quando os moradores da região entraram na casa, encontraram a mulher caída no chão, mas ainda viva.

A mulher chegou a ser socorrida, mas acabou morrendo. Segundo os policiais militares, depois do crime, o homem, que tem 21 anos, tentou fugir a pé, mas foi encontrado cerca de dez minutos depois. Para a equipe responsável pela prisão, o homem confessou ter matado a esposa. O nome dele não foi divulgado.


“Ele estava sozinho, se passando por um popular normal, a pé, portando uma mochila. A roupa estava melada de sangue ainda do fato. Ele fez uso de bebida alcoólica. Estava difícil a comunicação com ele, mas ele confessou”, disse o tenente da PM Thafnys Rocha.

Nilza deixou um filho de 9 anos e uma menina de 7. A cabeleireira Rosângela Ribeiro de Freitas Reis, que cuida das crianças, teve que dar a notícia sobre o assassinato.

“É muito difícil, muito complicado. Eu quero justiça, porque eles deixaram os meninos sem a mãe. Por mais que eu dê tudo, nunca você vai fazer o que uma mãe faz. Nada justifica o que ela passou na mão dele”, afirmou.

O corpo da mulher foi levado para o Tocantins, onde mora a família dela. O assassinato de Nilza será investigado pela Polícia Civil,


Nenhum comentário: