segunda-feira, 7 de setembro de 2020

Médica picada por cobra em banho segue internada na UTI em estado grave e faz pedido emocionante, confira aqui! | UltimasNoticiasDoBrasil..com



Médica picada por cobra em banho segue internada na UTI em estado grave e faz pedido emocionante, confira aqui! | UltimasNoticiasDoBrasil..com
Reprodução: Tribuna Jundiaí

Internada há uma semana depois de ter sido picada por uma cobra jararaca enquanto tomava um banho de cachoeira em Nobres, interior do Mato Grosso, a médica Dieynne segue em estado grave. Em um post emocionante publicado nas redes sociais neste fim de semana, ela pediu orações para amigos, familiares e todos que acompanham o seu caso.

Por conta da seriedade do problema e da falta de profissionais disponíveis no estado, ela acabou sendo transferida de Cuiabá para São Paulo, sendo internada no Hospital Albert Einstein, após os familiares criarem uma campanha virtual para angariar fundos com o objetivo de custear o tratamento da médica. 

De acordo com a família da médica, no último sábado (5), ela pediu que a enfermeira fizesse uma ligação aos familiares. Na chamada de vídeo, ela escreveu “orem por mim, amo vocês” em uma folha de papel, e solicitou que divulgassem a mensagem em suas redes sociais para todos aqueles que torcem pela sua recuperação. 
“Ela deu vários sorrisos, ciente de que essa tempestade está prestes a terminar. Quem conhece ou segue a Dy sabe a vontade que ela tem de viver. E, saibam, ela esta lutando e muito. Sou prova viva da luta dela”, disse a irmã, Nathalia Saugo, no Instagram. 

Teste de Covid-19
Além das complicações oriundas das duas picadas sofridas (no rosto e pescoço), Dieynne acabou testando positivo para o coronavírus. O teste foi realizado logo após a chegada da paciente no Albert Einstein.

Na capital paulista, a médica foi submetida a uma nova cirurgia. Segundo Nathalia, tudo ocorreu tranquilamente, e a irmã segue lutando pela recuperação. Por conta da picada da cobra espécie jararaca Dieynne teve um comprometimento de 70% de suas vias aéreas. 

Nenhum comentário: