segunda-feira, 7 de setembro de 2020

Mulher morre ao ser atropelada por marido que saía de garagem em Piracicaba, diz polícia, confira aqui! | UltimasNoticiasDoBrasil..com



Mulher morre ao ser atropelada por marido que saía de garagem em Piracicaba, diz polícia, confira aqui! | UltimasNoticiasDoBrasil..com


Vítima de 65 anos chegou a ser socorrida, mas não resistiu; exame detectou que o motorista, que é marido da vítima, estava alcoolizado.

Uma mulher de 65 anos morreu após ser atropelada pelo marido na noite deste domingo (6) em Piracicaba (SP). Ela foi atingida quando ele saía da garagem e, segundo a Polícia Civil, o homem estava alcoolizado. O aposentado, de 66 anos, foi preso em flagrante.

Segundo informações do boletim de ocorrência, o marido da vítima, de 66 anos, saía da garagem de casa em marcha a ré quando atingiu a mulher. Ela chegou a ser socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos.


Ao serem acionados para atender o atropelamento, em frente a uma casa na Rua Atílio Delamuta, em Ártemis, os policiais encontraram apenas o veículo. A vítima e o homem já tinham sido levados para atendimento médico.

Testemunhas disseram aos policiais que o marido da vítima estava alcoolizado e não a teria visto durante a manobra. Ele chegou a ser agredido por algumas pessoas e foi levado para a UPA. Não há suspeita de que o casal estivesse brigando antes do acidente, segundo relato das testemunhas.

Na UPA, o homem relatou aos policiais que tinha consumido duas cervejas antes de dirigir o carro, e não percebeu que a mulher estava atrás do veículo. Ele fez o teste do bafômetro, que constatou 0,52 miligramas por litro de álcool expelido, valor acima do permitido por lei.

No boletim, consta ainda que o homem estava com sinais claros de embriaguez, como odor de álcool e fala alterada. Ele disse aos policiais que estava arrependido e que não viu a esposa atrás do veículo antes de iniciar a manobra.


Após atendimento médico, o homem foi preso em flagrante e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil. O caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor.


Nenhum comentário: