segunda-feira, 7 de setembro de 2020

Vídeo mostra prefeito esfaqueando vizinho durante briga por fossa, confira aqui! | UltimasNoticiasDoBrasil..com



Vídeo mostra prefeito esfaqueando vizinho durante briga por fossa, confira aqui! | UltimasNoticiasDoBrasil..com

Vídeo mostra momento que prefeito esfaqueou vizinho
O vizinho diz que o vazamento da fossa faz com que a água repleta de resíduos escorra para sua calçada. Ele afirma o problema já durava há mais de uma semana e, apesar das tentativas dele, não foi resolvido.

"Fui conversar com ele novamente e a esposa dele meteu a mão no meu celular, me empurrou. Nesse meio tempo, ele saiu de dentro da casa dele com uma faca escondida, armou para cima de mim e me perfurou no meu ombro. Achei a atitude dele muito errada", disse.

O prefeito, porém, conta outra versão. Em vídeo de esclarecimento publicado nas redes sociais (assista abaixo), ele não nega o problema com a fossa e pede desculpas "à população", mas diz que foi atacado e que teve que se defender.
Prefeito de Jussara se explicou em vídeo

"Fui atacado e agredido na minha casa por um vizinho meu. Entupiu uma fossa da minha casa, um esgoto. A gente já tinha tomado providência, já estava sendo lavada a rua", afirma.

"Ele chegou me agredindo, chutando o portão, foi entrando, desacatando minha família. Eu peguei e não aguentei. Falei: 'Você vai sair daqui da minha casa, rapaz'. Ele falou que eu tinha que ser homem e arrumar o pedreiro, eu falei que já tinha arrumado, mas que, como estava à noite, o pedreiro não poderia ir. Eu tive que [me] defender", completa.

O morador, por sua vez, nega qualquer ato violento contra o político: "Isso é totalmente mentira. Em momento nenhum o xinguei ou alterei a voz", afirma.



Polícia apura caso

A delegada Josy Alves, que estava de plantão no dia da ocorrência, disse que o caso será investigado e que aguarda o laudo definitivo sobre o exame de corpo de delito realizado pela vítima para dar andamento na apuração.

"Isso para saber se a forma e a localização das lesões indicam uma tentativa de homicídio ou uma lesão corporal leve. Vamos ouvir todas as testemunhas para definir a tipificação", explica.

A investigadora salientou que o vizinho não estava armado e que o prefeito desferiu mais de um golpe.

Ela destaca que, como o prefeito tem foro privilegiado, é necessário que seja enviada uma solicitação ao Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) para que autorize a instauração do inquérito.


fonte: meionorte

Nenhum comentário: