quinta-feira, 15 de outubro de 2020

10 coisas que fazem o dinheiro sumir sem você perceber, confira aqui! | UltimasNoticiasBrasil..com


10 coisas que fazem o dinheiro sumir sem você perceber, confira aqui! | UltimasNoticiasBrasil..com


Já aconteceu de antes do final do mês você se perguntar para onde foi o seu salário? As compras com cartão de crédito, as promoções e o cafezinho depois do almoço podem fazer você gastar mais e sem perceber. Já pensou nisso?

Por este motivo, vou listar neste artigo 10 itens que, por um motivo ou outro, fazem o seu dinheiro desaparecer sem que você perceba. Vamos lá.

1.Cafezinho e guloseimas:

Estes são os gastos invisíveis mais conhecidos. Tomar um café depois do almoço ou comprar algum doce algumas vezes na semana, parece ser um comportamento inofensivo, mas pesa. Valores de R$2,00 a R$5,00 podem fazer a sua carteira ficar vazia antes que o mês acabe.

2. Promoções:

Eu sou fã das promoções, mas comprar dois produtos porque o terceiro é gratuito ou adquirir uma unidade e ter desconto na segunda, pode não ser um bom negócio quando você acaba levando mais do que realmente precisa ou consome habitualmente. Principalmente se você utilizar o cartão de crédito ou o limite cheque especial

3.Cartão de crédito:

Com as compras realizadas com o cartão de crédito, a pessoa não vê o dinheiro saindo da conta e pode acabar perdendo o controle dos gastos. É inacreditável, mas ainda tem gente que acredita que a fatura do cartão nunca chega ou que aquele limite é uma renda extra, paralela ao salário. Para ter mais facilidade para acompanhar o saldo do cartão de crédito, a regra básica é utilizar cartões que te avisam a cada gasto que você faz em seu celular. Assim, você acompanha tudo pelo aplicativo e evita descontroles.

Também recomendo ter um único cartão, com um limite que não ultrapasse 50% do seu salário líquido, no máximo.

4. Passeios no shopping:

Está sem nada para fazer? Você pode ler um livro, fazer uma caminhada… Mas não vá ao shopping sem um propósito! Você está andando de bobeira por ali, acaba entrando em uma loja e, obviamente, vai sair com uma sacola na mão com alguma coisa que não planejou ou não precisava comprar.

5. Fazer compras cansado:

Às vezes não tem jeito. Você sai do trabalho e precisa passar no supermercado ou em alguma loja para adquirir algo. Justamente por você estar exausto ou com pressa para voltar para casa, a tendência é comprar rápido, sem raciocinar muito. Lembre-se, todos nós tomamos as piores decisões nessas condições e isso pode ser um desastre para o bolso.

6. Achar que o bar ou o restaurante cheio é melhor:

Você vê dois lugares, um cheio e um vazio. A tendência é que você entre no lugar mais movimentado, pois um maior público pode te levar a pensar em qualidade e preços mais competitivos. Mas a realidade não é bem assim. Como o estabelecimento está cheio, o dono pode até cobrar mais, porque acredita que cliente não faltará, por exemplo.

Portanto, antes de escolher um bar ou um restaurante para frequentar, avalie muito bem antes de sair de casa. Consulte a internet ou algum aplicativo especializado e veja qual é a melhor opção para o seu bolso.

7. O efeito R$1,99

Quando o consumidor vê um produto sendo vendido com este valor, ele tende a acreditar que está gastando muito menos do que R$ 2,00, mesmo sendo apenas um centavo. Este efeito psicológico se chama ancoragem. Ou seja, a pessoa toma uma decisão ancorada em uma informação específica, no caso, no primeiro dígito que viu.

Este efeito de ancoragem também te faz consumir mais quando você já comprou um pouco. Por exemplo, quando você está no supermercado, sempre tem mais cuidado ao escolher os primeiros produtos que coloca no carrinho.  Mas quando já sabe, mesmo que intuitivamente, que gastou aqueles primeiros R$ 100,00, é comum dar uma “relaxada” e pensar que levar um pouquinho a mais não trará consequências. Por isso, que os supermercados possuem aquelas prateleiras bem perto do caixa, cheia de coisas que você nunca compraria lá! Assim, enquanto está na fila, você acaba pegando uma revista, um chiclete e pronto, o seu dinheiro some e ninguém sabe para onde foi.

8. Combos:

Às vezes um combo menor seria o suficiente, mas como a diferença de preço para um grande é muito pequena, você acaba optando pelo maior. Isso acontece muito com a pipoca e o refrigerante que consumimos quando vamos ao cinema. O seu senso de “injustiça” faz você optar pelo maior. Os atendentes, por exemplo, são treinados para isso. Eles te dizem, logo de cara, que por R$1,00 a mais você pode levar o combo maior. Lembram-se da dica número 1? Pois é, assim é que o seu dinheiro some.

9. Aproveitar o frete:

Sabe aquelas compras online? O consumidor tende a adicionar mais itens no carrinho para aproveitar o custo do frete. Muitas vezes, a loja faz uma promoção de frete grátis para o segundo produto e pronto, o impulso toma conta e lá se vai outra compra desnecessária.

10. Despesas antigas:

Você contratou um serviço no passado e está tão acostumado com ele que apenas continua pagando sem questionar? São despesas pequenas que não se modificam e, por inércia, você as considera inalteráveis? Elas são mesmo necessárias?

Pequenas despesas, quando se juntam, se tornam um problema e tanto no seu orçamento. Por exemplo, você ganha uma assinatura de uma revista e só depois de três meses começarão a te cobrar. Você sabe que dá trabalho cancelar e acaba deixando aquele custo em débito automático eternamente. Aqui é necessário mais do que atenção! É preciso ser firme para cancelar esses serviços.

Estas foram apenas 10 coisas que podem fazer o seu dinheiro sumir. Mas muitas outras podem estar impedindo o seu sucesso financeiro. Afinal, enriquecer é uma questão de ter e seguir um bom plano. Comece já o seu.

fonte: Exame

Nenhum comentário:

Aviso Legal

Qualquer prática ilícita ou com a publicação de conteúdo que viole direitos autorais, por favor nos informe escrevendo para ultimasnoticiasdobrasil.com@domainsbyproxy.com

Pesquisar este blog