domingo, 18 de outubro de 2020

9 enganos comuns que as pessoas cometem quando querem emagrecer, confira aqui! | UltimasNoticiasBrasil..com

9 enganos comuns que as pessoas cometem quando querem emagrecer, confira aqui! | UltimasNoticiasBrasil..com

Perder peso e conseguir um shape mais em forma está na lista de resoluções para 2020 de muita gente. Mas nem sempre os meios escolhidos para se alcançar esse objetivo são os melhores.

Na verdade, é bastante comum encontrarmos pessoas que sacrificam a saúde e até o próprio processo de emagrecimento ao apostarem em medidas drásticas ou equivocadas para perder peso. Conheça algumas delas:

1. Fazer dietas restritivas Cortar totalmente um ou mais grupos alimentares pode até ser uma estratégia de emagrecimento, mas esse tipo de dieta precisa ter acompanhamento médico e geralmente só é recomendada em casos específicos.
2. Investir na dieta da moda ou de algum famoso A cantora Simone, da dupla com Simaria, revelou recentemente que cortou o arroz com feijão no cardápio da sua dieta para emagrecer. Já Rafael Cardoso investiu em um cardápio que incluía, além dessa combinação, carne e muita salada —tudo para ganhar massa magra. E aí? O que acontece é que cada organismo funciona de um jeito —e, por isso mesmo, uma dieta deve ser individualizada.

3. Usar shakes "milagrosos" para substituir refeições Os "clubes do shake" são famosos principalmente na hora do almoço, quando vários colegas de trabalho se reúnem para ir até um local e consumir a bebida. A estratégia pode até ser bem-sucedida nos primeiros dias para evitar o consumo de açúcar e gorduras; porém, em longo prazo, o estrago pode ser grande.

4. Pular refeições Deixar de se alimentar em horários específicos é uma estratégia de algumas dietas famosas, como o jejum intermitente. Mas a prática precisa de acompanhamento especializado para avaliar se os riscos e os benefícios de se passar tantas horas sem comer.

5. Passar fome A fome é um sinal do organismo de que ele precisa de energia para dar conta das atividades do dia. É diferente da compulsão alimentar, um transtorno que prejudica a perda de peso e deve ser tratado de forma multifatorial.

6. Comer menos para comer guloseimas Quem nunca comeu uma saladinha leve para depois cair de boca em um bolo de chocolate com sorvete e, assim, fechar a conta das calorias no positivo? Uma vez ou outra vá lá, mas fazer disso uma estratégia de emagrecimento não é uma boa.

7. Não incluir nenhum alimento que traga prazer às refeições Mudar os hábitos alimentares não é fácil e requer determinação. Mas retirar completamente alimentos que provocam uma sensação de bem-estar do dia a dia é aumentar o sofrimento no processo de emagrecimento —e as chances de fracasso também.

8. Reduzir drasticamente as porções das refeições Diminuir o tamanho das porções pode, e deve, ser uma estratégia para emagrecer. No entanto, precisamos de ajuda especializada para entender o quanto devemos reduzir do prato.

Isso porque as refeições menores precisam manter o equilíbrio e a proporção entre os nutrientes. Ou seja, não adianta reduzir a porção de carboidrato e compensar aumentando a de carne, por exemplo.

9. Criar metas irreais Ter o corpo da Kendall Jenner ou do Cristiano Ronaldo pode ser um sonho, mas será possível? Criar metas irreais vai inevitavelmente levar a decepções e frustrações, minando sua força de vontade para seguir em frente com a perda de peso.

fonte: diariovip

Nenhum comentário:

Aviso Legal

Qualquer prática ilícita ou com a publicação de conteúdo que viole direitos autorais, por favor nos informe escrevendo para ultimasnoticiasdobrasil.com@domainsbyproxy.com

Pesquisar este blog