sexta-feira, 9 de outubro de 2020

Jovem morre ao ser baleada na frente do filho durante abordagem da PM, confira aqui! | UltimasNoticiasBrasil..com

Jovem morre ao ser baleada na frente do filho durante abordagem da PM, confira aqui! | UltimasNoticiasBrasil..com
Foto/Reprodução Tv Anhaguera
Uma confeiteira de 23 anos morreu baleada na frente do filho de 6 anos durante uma abordagem da Polícia Militar ao carro em que eles estavam, na noite de quinta-feira (8), em Inhumas, na Região Metropolitana de Goiânia.

Prima da vítima, uma adolescente de 16 anos também estava no veículo e ficou ferida. A família denuncia erro na ação dos policiais.

A PM informou que, ao abordar as duas, os policiais foram recebidos a tiros e revidaram. No suposto confronto, Fabiana Matos Rodrigues foi atingida e morreu no local. Já a prima dela foi baleada e levada para um hospital.
O filho de Fabiana não ficou ferido. De acordo com a polícia, no carro em que elas estavam foram encontrados um revólver e 5 kg de maconha.

A Polícia Militar informou que "as circunstâncias do fato, bem como as versões apresentadas no Boletim de Ocorrência, serão apuradas por meio de inquérito policial militar através da Corregedoria da PM-GO".

A adolescente que ficou ferida está internada no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol). A unidade de saúde informou que ela está em bom estado geral, consciente e respirando espontaneamente.
Foto/Reprodução: Tv Anhaguera

Família nega envolvimento com drogas
Tio das duas jovens, João Moreira diz que Fabiana pode ter se assustado com a aproximação da viatura da PM por não ter carteira de habilitação. "O carro era do pai dela. Ele emprestou para ela trabalhar. E ela, por não ter carteira, pode ter corrido", disse.

Ele denuncia ainda que o material apreendido pela PM não pertencia às sobrinhas.

“Isso foi erro da PM. Elas não tinham envolvimento com droga, não tinham arma. Elas vendiam bolo de pote. E mesmo que tivessem, a Fabiana estava com o filho no carro. Ela não ia fazer nada para colocar ele em risco”, disse o tio.
O coronel Allan Cardoso, porta-voz da PM, informou que foram encontrados vários elementos que apontam para o fato de que Fabiana estaria traficando drogas na região. “Recebemos denúncia de que aquele carro estava sendo usado para o tráfico de drogas na cidade. A Polícia Militar não sai à rua no sentido de confrontar as pessoas, ela sai para trazer paz social. Foi apreendido drogas, uma arma e, inclusive, no celular da vítima, que foi apreendido está sendo periciado, existem imagens e mensagens de texto da negociação de drogas feita por essa pessoa”, disse.

Investigação
Moreira contou que o filho de Fabiana está muito abalado e disse apenas que os policiais atiraram contra a mãe. A família espera que a adolescente que também estava no carro possa se recuperar para dar a versão do que aconteceu.

O delegado Miguel Mota informou que a Polícia Civil vai investigar o caso. Ele espera a conclusão de laudos periciais e também a recuperação da adolescente baleada para que ela preste depoimento. A Polícia Civil informou que as duas não tinham passagem pela polícia.


Fonte: G1 Góias