sexta-feira, 2 de outubro de 2020

Mulher que teve ossos do rosto quebrados pelo namorado escondeu agressão das filhas, confira aqui! | UltimasNoticiasBrasil..com


Mulher que teve ossos do rosto quebrados pelo namorado escondeu agressão das filhas, confira aqui! | UltimasNoticiasBrasil..com







A filha da vítima contou os detalhes para a equipe do Cidade Alerta; a comerciante chegou a ficar internada por oito dias e a jovem, que presenciou o sofrimento da própria mãe, hoje pede justiça.

O bairro Aribiri, em Vila Velha, foi o palco de mais um caso de agressão à mulher no Espírito Santo. Desta vez, uma comerciante de 52 anos foi alvo de agressões pelo ex-namorado, que não aceitava o fim do relacionamento que durou dois anos. A vítima preferiu não gravar entrevista, mas a filha da comerciante decidiu dar maiores detalhes das agressões.

Segundo informações da filha da vítima, a mãe já teria tentado dar fim ao relacionamento que, segundo a comerciante, era abusivo. Porém, em todas as tentativas de romper com o suspeito, ela recebia fortes ameaças. O homem chegou a ameaçar a família da, então, companheira.

No última quarta-feira (23), a comerciante decidiu colocar fim ao relacionamento abusivo que mantinha com o suspeito, mas ele não aceitou de maneira branda e partiu para a agressão. 

A filha da vítima contou que as ameaças eram constantes. "Diversas vezes ela tentava terminar com ele só que ele não aceitava e aí ele ameaçava eu, meu irmão, meus filhos, falava que ia matar a gente, só que ela nunca contou isso para a gente, ela sempre guardou isso e ficava com medo, só que nesse dia ela colocou um fim e tomou coragem", disse.

Horas depois de ter rompido o relacionamento, o suspeito teria ido até o local de trabalho da vítima, uma barraca de açaí em uma praça do bairro Aribiri e, no local, ele teria começado as fortes agressões. O suspeito puxou o braço da comerciante e começou a agredi-la com socos, principalmente na região da cabeça. 

"Foi para cima dela, encurralou ela em um canto, começou a dar soco só na cabeça. Ela conseguiu sair do trailer e depois dois rapazes que trabalham em um supermercado perto da pracinha do Aribiri tiraram ele de perto dela. Foi uma tentativa de homicídio, por que se não fossem esses dois rapazes ele teria matado a minha mãe", relembrou a filha.

Após as agressões, segundo a filha, o suspeito fugiu do local e ainda ligou para a vítima. Depois de dar entrada no hospital com os ferimentos da agressão, a comerciante ficou internada durante oito dias. A vítima precisou passar por uma cirurgia para reconstruir um dos ossos do rosto.

Depois de receber alta, ela conseguiu, por meio da Justiça, uma medida protetiva contra o ex-namorado e também prestou queixa contra o suspeito na Delegacia Especializada da Mulher. Agora, o único desejo de toda a família é que a justiça seja feita.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que até o momento não houveram apreensões mas o caso segue em investigação. Enquanto isso, o que resta para a vítima é a recuperação do trauma sofrido.

A filha ainda fez um alerta à mulheres que passam por situações semelhantes. "Não tenha medo, tem que denunciar mesmo, a polícia está aí e vai proteger você, conte para os filhos, conte para as pessoas próximas, não deixa de contar para ninguém por que é a sua vida que está em risco", alertou.


fonte: Milena da Silva Martins, TV Vitória/Record TV