sexta-feira, 27 de novembro de 2020

Andressa Urach dá entrevista reveladora e faz forte desabafo: ‘Só não me mato porque tenho filho para criar’


 
Foto / reprodução
Depois de expor publicamente a sua decepção com a Igreja Universal e anunciar seu total desligamento com os evangélicos, a modelo Andressa Urach tem tentado reerguer a sua vida.

Demitida de forma inesperada da Rede Record, ela concedeu uma nova entrevista, desta vez para o colunista Léo Dias, onde detalhou sua decepção com a emissora, e fez um forte desabafo sobre o estado da sua saúde mental. 

“Só não me mato porque tenho um filho para criar.
Se eu não tivesse passado pela experiência de quase morte em 2014, eu teria virado ateia”, desabafou ela à coluna de Leo Dias, do portal Metrópoles.

Segundo Andressa Urach, ela ficou mal na última semana, e desde então está à base de calmantes. Apesar do cenário adverso e de complicação na saúde mental, a modelo revelou que os amigos têm sido cruciais em sua melhora nos últimos dias. 

“Ninguém sabe o que estou sentindo. Graças a Deus, tenho bons amigos que estão me ajudando nessa fase delicada da minha vida”, afirmou Andressa.

Crise
De acordo com Andressa Urach a demissão de Record TV causou uma forte crise de ansiedade nela, obrigando-a a retomar o tratamento psiquiátrico para não agravar o caso. 

Andressa ainda contou à Leo Dias que a sua mãe precisou levá-la em um hospital após ela apresentar um pico expressivo de pressão alta. Sem um plano de saúde, a modelo acabou sendo conduzida para uma unidade do Sistema Único de Saúde. (SUS).

Logo após a sua saída da Record, Andressa Urach resolveu “jogar tudo no ventilador” e revelou ter doado quantias significativas à Igreja Universal. A modelo já manifestou que entrará na Justiça para tentar reaver os bens doados à igreja. Entre os donativos estão, carros de luxo, quantias em dinheiro e bolsas de grife.

Com informações do site: tvprime