sábado, 7 de novembro de 2020

Duas bebidas que previnem o infarto e AVC, confira aqui! | UltimasNoticiasBrasil..com


Duas bebidas que previnem o infarto e AVC, confira aqui! | UltimasNoticiasBrasil..com
Foto: Divulgação
Infarto ou AVC são duas das doenças mais temidas por todos. Afinal, podem resultar em mortes prematuras ou lesões irreversíveis para o resto da vida. Muitas vezes, esses ataques acontecem quase sem qualquer sinal prévio, assim de um momento para o outro. Apesar de toda essa imprevisibilidade, tem várias coisas que as pessoas podem fazer para evitar, como levar uma vida saudável, com boa alimentação, exercício físico ou pouco estresse.

Chá e vinho podem baixar pressão arterial

Agora, de acordo com um estudo que vem sendo realizado desde 1990, existem duas bebidas que, quando tomadas regularmente, de forma moderada, podem ajudar a reduzir as chances de sofrer um infarto ou um AVC. Portanto, quem tomar uma taça de vinho por dia e uma chávena de chá, também diariamente, diminui os riscos de sofrer esses tipos de ataques, segundo esse estudo.

O chá, como o vinho, são ricos em flavonoides. Ou seja, são substâncias químicas vegetais saudáveis e antioxidantes que vão ajudar na redução da pressão arterial. E isso pode ser decisivo para evitar o infarto ou AVC. Os flavonoides também podem ser encontrados na maçã, frutos vermelhos ou chocolate preto.

Investigadores confiantes nesse estudo

Então, sobre esse estudo, que vem, sendo realizado no Reino Unido, liderado pelo professor Gunter Kuhnle, nutricionista na Universidade de Reading, é a maior prova de sempre de como alguns alimentos podem contribuir diretamente para a redução da pressão arterial.

Esse estudo começou em 1990 e vem analisando pessoas de Norfolk, com idades entre os 40 e os 79 anos de idade, buscando essa relação entre dieta alimentar e pressão arterial. “Estamos extremamente contentes que o nosso estudo tenha conseguido detetar uma associação pertinente e significativa entre o consumo de flavonoides e a diminuição da pressão arterial“, explicou o professor Gunter Kuhnle.

Então, em conclusão, os investigadores acreditam que uma maior ingestão de flavonoides vai melhorar e preservar a saúde cardiovascular, do cérebro e da pele, baixando esse risco de infartos e AVC’s.


fonte: 1 News