quinta-feira, 19 de novembro de 2020

Homem é suspeito de estuprar sobrinhas e filhos quando eram crianças


 
Foto / reprodução

Um homem de 52 anos foi preso por estupro de vulnerável em Itaquera, na zona leste de São Paulo, nesta quarta-feira (18/11). Rubens Mattos é suspeito de assediar sexualmente de sobrinhas e dos dois filhos. A reportagem é do R7.

Uma das sobrinhas, de 35 anos, disse à polícia que lembra de ter sido abusada sexualmente pelo tio diversas vezes quando era criança, aos 5 anos de idade, na casa da avó, onde ele morava e ela ficava enquanto os pais trabalhavam.

A outra sobrinha, de 21 anos, contou que também foi abusada várias vezes dentro da mesma casa da avó, aos 4 anos, em situação parecida. O tio passava a mão em suas partes íntimas e falava frases obscenas, insinuando que um dia a criança gostaria daquilo. Ela teria sido importunada por quatro anos.

Quando ficou mais velha, a vítima contou que Rubens parou de abusar sexualmente e passou a assediá-la verbalmente. Maressa disse ainda que, na época, se sentiu ameaçada e parou de ir para a casa da avó com medo do tio. Ela foi vítima de assédio até depois de adulta e afirma que sente dores no órgão genital até hoje, acreditando ser decorrente dos abusos sofridos quando era criança, e que tem traumas psicológicos que a impedem de se relacionar de forma saudável na vida amorosa.

As outras duas sobrinhas, de 35 e de 38 anos, relataram situações muito parecidas vividas quando eram crianças, entre 4 e 7 anos de idade, nas quais o tio praticava atos de abuso sexual explícitos, como colocar a mão nas partes íntimas, esfregar o órgão genital nas crianças e coloca-las à força em seu colo.

As vítimas explicam que não tinham consciência da gravidade dos fatos naquele momento, já que eram muito novas e que por isso, não contaram nada para ninguém.

As sobrinhas contam que tomaram coragem de denunciar Rubens por estupro depois de uma conversa entre elas, que as fizeram ter a iniciativa de expor os abusos. Todas tinham medo do tio.

Após todas as denúncias e registros, a esposa de Rubens, de 41 anos, questionou a filha e o filho, de 10 e 14 anos, para saber se houve estupro por parte do próprio pai. Ambos confirmaram abusos em situações parecidas com as relatadas pelas sobrinhas. Rubens foi encaminhado ao 2° DP (Bom Retiro).

Com informações do site webnewss