quarta-feira, 18 de novembro de 2020

Homem tenta esfaquear conselheira tutelar durante atendimento a vítima de agressão em Teresina


 
Uma conselheira tutelar sofreu um atentado ao atender uma adolescente vítima de agressões cometidas pela própria mãe, na tarde desta terça-feira (17), no bairro Santa Maria da Codipi, Zona Norte de Teresina. A profissional, do V Conselho Tutelar da capital, foi atacada por um homem armado com uma faca no momento em que chegava à residência da vítima para buscar documentos dela.

O coordenador do conselho, Frederico Kaiser, informou que a conselheira foi até a casa da vítima após um hospital da região ter entrado em contato com conselho para comunicar que uma adolescente, que deu entrada na unidade de saúde, havia sido agredida por uma familiar.
“Ela estava na companhia de outra jovem, que sofreu uma perfuração de faca na mão ao tentar defendê-la. A conselheira foi ao hospital para verificar a informação e encontrou as duas. Elas foram levadas para o Conselho”, afirmou o coordenador.

No conselho, foi decidido que a adolescente seria levada para a casa de outro familiar ou para algum abrigo. “Conversamos, entendemos um pouco da situação e a conselheira foi até a residência da adolescente para pegar alguns documentos dela”, contou Frederico Kaiser.

No momento em que a conselheira chegou no local, um homem a abordou e tentou esfaqueá-la no peito. Ainda não há informações se o suspeito teria alguma relação com a vítima.

“Quando eles pararam o carro, veio um rapaz, derrubou a conselheira e tentou esfaqueá-la, mas não conseguiu. Eles travaram uma luta corporal, o motorista jogou o carro para cima do suspeito, ele tentou novamente furar a conselheira, mas quando o motorista saiu do carro e fez um gesto como se estivesse armado, ele se assustou e correu”, relatou o coordenador do Conselho Tutelar.

Segundo Frederico Kaiser, três rapazes e a moça que levou a adolescente ao hospital foram até a sede do conselho procurar pela adolescente. “Um dos rapazes queria saber se a menor estava aqui, no entanto, um deles parecia suspeito e dissemos que não havia ninguém”, contou.

A Policia Militar e a Guarda Civil Municipal foram acionados. “Eles foram vistoriados e encontraram, com um deles, facas em uma mochila e munições”, disse o conselheiro.

Em seguida, os suspeitos foram conduzidos para a Central de Flagrantes de Teresina. A conselheira que sofreu o atentado passa bem.

Com informações do site: taynaravieira