sábado, 21 de novembro de 2020

Morre paciente após viver 51 anos internado em hospital de São Paulo


 
Foto / reprodução
Vítima de poliomielite, Paulo Henrique morreu na quarta-feira (18), deixando familiares e amigos saudosos.
Na última quinta-feira (18), morreu o paciente Paulo Henrique Machado. Ele morou por cinquenta e um anos no Hospital Das Clínicas (HC) da Universidade de São Paulo (USP). Paulo partiu deixando saudades em quem acompanhava sua trajetória de luta, no leito de um hospital.

Desde 1969, Paulo residia na unidade médica, ele contraiu poliomielite durante a infância, devido às sequelas, ele precisou ser internado por tempo indeterminado para monitorar a doença. Poliomielite é causada pelo poliovírus, que vive no intestino. 

A doença pode afetar o sistema nervoso e causar a paralisia parcial ou total. A enfermidade também é chamada de paralisia infantil, mas pode afetar os adultos. Paulo Henrique estava internado desde dos dois anos. A causa de sua morte ainda não foi divulgada pelo hospital.

 
Nem as limitações da doença conseguiram tirar o bom humor do paciente, a vontade que ele tinha de viver, contagiava todos que conheciam sua história. Paulo foi à força e inspiração de muitas pessoas que enfrentam problemas de saúde grave. Mesmo doente, ele chegou a criar uma animação em 3D, onde retrata a rotina de um personagem criança com deficiência. A imprensa chegou a fazer diversas reportagens com ele. 

 
Paulo era apaixonado por desenhos animados, animação e games. Em suas redes sociais, ele mantinha contato com o público, o paciente chegou a terminar o Ensino Médio no Hospital. A mãe de Paulo morreu quando ele nasceu, em 1967. O paciente tinha o sistema respiratório paralisado, devido à poliomielite, mas mantinha os movimentos dos braços. Um dos diretores do desenho A Era do Gelo visitou Paulo no hospital.

Com informações do site: i7news, Valeria Soares