terça-feira, 17 de novembro de 2020

Mulher morta a tiros ao sair de restaurante tinha relacionamento conturbado com o ex, diz primo


 
Do G1 - A vendedora Kelly Cristina da Silva, baleada e morta em Ribeirão Preto (SP) no domingo (8), tinha um relacionamento conturbado com o ex, apontado pela Polícia Civil como principal suspeito do crime, de acordo com o primo da vítima, Manoel Messias.

Kelly foi baleada enquanto entrava em um carro de transporte por aplicativos após sair de um restaurante com uma amiga. O crime ocorreu no cruzamento da Rua Floriano Peixoto com a Avenida Francisco Junqueira, no Centro.

Uma câmera de segurança registrou o momento em que o atirador aborda as mulheres (veja vídeo acima). Kelly é morta com um tiro na cabeça e outro no peito. A amiga foi atingida de raspão no quadril e já recebeu alta médica após ficar internada na Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas (HC-UE).

O caso é investigado pela Delegacia da Mulher (DDM) de Ribeirão Preto. O suspeito já foi identificado pela Polícia Civil, mas não foi encontrado.

Agressões

Manoel Messias diz que há sete meses Kelly estava separada do ex, com quem teve um relacionamento de um ano e meio. Ele afirma ainda que a prima havia sido agredida outras vezes pelo homem.

Em um episódio recente, o suspeito teria jogado ácido no corpo da vítima, ainda de acordo com o relato do primo. Na ocasião, ao ser questionada pela família, Kelly alegou que a pele havia ficado machucada devido a um bronzeamento artificial.

"Ele agredia ela, brigava com ela, e ela não queria. Ele jogou ácido no rosto dela, ela ficou muito machucada e, mesmo assim, no sábado, quando eu estava com ela no casamento da prima nossa, ela estava com olho roxo, mas não falou para a família", diz.

O primo relata que as amigas de Kelly, que trabalhava com venda de roupas, sabiam dos episódios de agressão, mas, a pedido da própria vítima, não contavam à família. A mulher tinha medo de sofrer represália do ex caso alguém descobrisse.

"Quantas mulheres precisam morrer? Não se omitam, falem a verdade, não deixem, mesmo se for um empurrãozinho", desabafa.