segunda-feira, 16 de novembro de 2020

Polícia encontra corpo enterrado dentro de casa em Arroio do Sal; suspeita é de que homem foi morto há 4 anos


 
Uma ação da Polícia Civil e da Brigada Militar, juntamente com o Corpo de Bombeiros, encontrou o corpo de um homem enterrado sob o piso de concreto de uma casa em Arroio do Sal, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. O fato aconteceu na quinta-feira (12).

Uma mulher, de 59 anos, moradora da casa, foi presa em flagrante por ocultação de cadáver. Segundo a delegacia de Arroio do Sal, a suspeita é de que os restos mortais sejam de um homem, desaparecido em 2016. Ele seria ex-companheiro da mulher presa. A ossada foi enviada para o Instituto-Geral de Perícias, que buscará confirmar a identificação.

Conforme a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o corpo foi encontrado quando a polícia cumpria um mandado de busca e apreensão na residência da suspeita. Sem localizar vestígios, os policiais solicitaram o auxílio dos cães farejadores da Companhia Especial de Busca e Salvamento (Cebs) do Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS).

Assim, os cachorros, dois labradores e um belga de malinois, entraram na residência e sinalizaram um ponto, no meio da sala de estar. Usando ferramentas, os policiais quebraram várias camadas de concreto e localizaram, exatamente no local indicado pelos cães, a ossada.

Segundo o Capitão Gustavo Lock, comandante da Cebs, o serviço de busca com cães, fundado no CBMRS em 15 de julho de 2003, é fundamental em ações que envolvam pessoas desaparecidas, devido à capacidade olfativa muito superior a do homem.

Os cachorros são capazes de localizar vítimas desacordadas, soterradas ou perdidas em matas, sem a necessidade de luz para visualização.


Com informações do site: G1