sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Tentativa de estupro no meio da rua, estuprador é preso, mas foi solto um dia depois, confira aqui! | UltimasNoticiasBrasil..com


Tentativa de estupro no meio da rua, estuprador é preso, mas foi solto um dia depois, confira aqui! | UltimasNoticiasBrasil..com



Um homem – que já foi preso por tentar estuprar outras mulheres – perseguiu e atacou uma mulher em uma rua do bairro Santana, Cariacica-ES, na noite do último domingo (1º). Ele chegou a ser preso novamente, mas foi solto um dia depois. O crime aconteceu por volta das 21h30 e foi flagrado por câmeras de videomonitoramento. Nas primeiras imagens, a vítima, uma cabeleireira de 31 anos, passa caminhando próximo a um posto de combustível. Logo atrás, vem o homem que começa a segui-la. O suspeito foi identificado, Juliano Souza Freitas, de 36 anos.

A vítima contou que havia acabado de sair de uma igreja quando tudo aconteceu. “Estava andando mais calma, tranquila. No início não senti ele me seguindo até que eu passei na farmácia e entrei no primeiro morro. Comecei a achar estranho. Em ponto, falei: ‘Você está me seguindo?’. E ele: ‘não, só estou andando atrás de você’. Me desesperei e comecei a correr, ele começou a correr atrás de mim, puxou meu cabelo e me arremessou no chão”, lembrou a mulher em entrevista . Ela pediu para não ser identificada.

Em outra via, novas câmeras flagram o ataque no meio da rua. O homem a derruba no chão e cai em cima dela. Quinze segundos depois, aparece uma mulher nas imagens, que se aproxima e depois sai andando. Depois, a mulher e outro homem voltam para ajudar a vítima.

A vítima afirma que está traumatizada e com muitas dores pelo corpo. “Não sei nem explicar. Estou tomando remédios e não passa. Ele subiu em cima de mim, prendendo minha garganta. Mesmo com as pessoas vindo, ele não queria me soltar e falava que eu era a mulher dele”, desabafa.

O estuprador ainda é acusado de tentar atacar outras mulheres no bairro e de mostrar as partes íntimas para crianças no bairro Santana. Ele chegou a ser preso, mas foi liberado um dia depois. Na quarta-feira (3), fieis de uma igreja evangélica chamaram, porque esse mesmo homem estaria rondando a comunidade e mostrando as partes íntimas para uma criança de 5 anos.

Juliano Souza Freitas foi preso pela segunda vez em dois dias e levado para a Delegacia da Mulher. Ele chegou a ser encaminhado ao presídio, mas foi solto novamente após passar por audiência de custódia.