sábado, 21 de novembro de 2020

Xô cansaço: especialista lista seis dicas para disfarçar as olheiras.


 
Você sofre de círculos escuros? Segundo estudo da revista Surgical & Cosmetic Dermatology (S&CD), da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), aponta que o surgimento de marcas escuras é uma queixa comum entre os brasileiros na faixa etária de 23 anos.

Segundo o especialista em Biomedicina Estética, Vinicius Said, os círculos escuros são potencializados por condições como sedentarismo, tabagismo e privação do sono. Além disso, ele relata que o aparecimento de manchas escuras impacta significativamente o aspecto cansado e envelhecido do rosto. 

Pensando nisso, o médico biomédico Vinicius Said separou seis dicas para disfarçar círculos escuros. Confira abaixo: 

Protetor solar

"Use protetor solar para proteger a pele da luz solar UVA e UVB, com o fator de proteção (FPS) definido para pelo menos 30. O paciente também pode usar um protetor com cor sem grandes preocupações", aconselha. 

Maquiagem

"O uso da maquiagem é uma das técnicas mais utilizadas para o disfarce de círculos escuros.

Para isso, aposte em um bom corretivo e escolha a tonalidade ideal para o seu tipo de pele"

Hidratação

"Hidratar a região é de suma importância para melhorar a textura do tecido, pois ajuda na vascularização e auxilia na produção de colágeno"

Água fria

"Comece a lavar o rosto com água fria! Isso mesmo, o uso de água quente ou morna é relaxante, mas favorece a dilatação dos poros"

Sono regulado

"O corpo produz hormônios associados ao estresse quando não há descanso adequado. Isso altera funções vitais e causa vasoconstrição, ou seja, palidez e cansaço. Dormir menos do que precisamos para deixar a pele maçante, com vincos aumentados e flacidez, pois o hormônio do crescimento (responsável pelo tônus muscular e renovação celular) é liberado em grande número enquanto dormimos. Círculos escuros também são acentuados, o que torna a aparência ainda mais destituída"

Tratamentos estéticos

"Além de disfarçar, o mais importante é tratar e resolver o problema, e para isso é possível aderir aos procedimentos estéticos. Carboxiterapia e intradermoterapia são bons aliados para melhorar a vascularização; peeling químico e laser auxiliam no processo de branqueamento e o enchimento com ácido hialurônico ajuda a devolver o volume perdido, resolvendo o problema da profundidade, além de ajudar a hidratar a região", conclui. 

Com informações do site: redebrasilnews