quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

Acusado de pedofilia, youtuber amigo de Felipe Neto pede doação em dinheiro


 


Foto: Reprodução
PC Siqueira recorreu ao público para pedir ajuda financeira. 

O YouTuber, acusado de pedofilia, afirmou estar passando por dificuldades e revelou que só sobrevive através de doações que recebe pela internet.

“Para quem puder contribuir na causa da minha existência. Estou pagando minhas refeições e contas exclusivamente com doação de quem gosta do meu trabalho. Lives diárias e vlogs semanais”, escreveu ele, que divulgou um link para quem quisesse contribuir.

Ele retornou o seu canal “Mas Poxa Vida”, que havia sido desativado durante as investigações, no começo do mês de outubro. Em julho, a polícia fez buscas na casa do influenciador e o caso continua sendo mantido em sigilo.

PC Siqueira passou a ser investigado após um perfil no Twitter vazar um suposto vídeo que incriminaria o YouTuber. Na época, ele negou a veracidade das conversas com teor pedófilo.

Acusação

PC Siqueira é alvo de acusações de pedofilia desde junho deste ano, quando foram vazadas mensagens atribuídas ao seu perfil sobre fotos de uma criança nua. A Polícia Civil apura o caso.

Siqueira se posicionou sobre o caso à época: “Fui pego de surpresa ao ver meu nome sendo utilizado por uma articulação criminosa, que tentou me acusar de algo terrível, que jamais cometi ou cometeria. Confesso que fiquei chocado, atordoado e passei por um dos piores momentos da minha vida”, ressaltou ele em sua defesa.

A captura de tela da suposta conversa mostra que o produtor de conteúdo teria enviado a imagem de uma menina de 6 anos ao seu interlocutor, que reagiu com espanto, mas o instigou a contar mais.

O influenciador então teria respondido que a foto tinha sido retirada de uma chamada por vídeo com uma amiga dele.

Com informações do site: terrabrasilnoticias