quinta-feira, 24 de dezembro de 2020

Autópsia revela que Maradona agonizou por 8 horas antes de morrer


 


Foto: Reprodução

O laudo da autópsia do jogador argentino Diego Maradona revelou novos detalhes sobre a morte dele, ocorrida no último dia 25 de novembro. De acordo com o canal de TV, LaSexta, o documento mostra que Maradona agonizou por cerca de 8 horas até dar o último suspiro.
O exame mostrou ainda que o ídolo não tinha resquício de drogas ou álcool no organismo, mas fazia uso de antidepressivos, antipsicóticos e remédios para dependência química. 

Maradona morreu dias depois de realizar uma cirurgia na cabeça. Ele estava em casa, na cidade de Tigre, quando sofreu um ataque cardíaco.

Com informações do site: portaldoholanda