terça-feira, 29 de dezembro de 2020

Bailarina é morta após suposto envolvimento com político


 
Foto: Reprodução
Uma bailarina de renome internacional, de 30 anos, foi morta a tiros, após suposto envolvimento comum político russo.

Natalia Pronina, que chegou a vencer competições internacionais, foi atingida duas vezes no peito, à porta do seu apartamento, quando chegava em casa após mais uma sessão de treinos. A mulher estava acompanhada apor uma amiga na altura.

Imagens mostram o momento em que um homem encapuzado se aproxima de Natalia e dispara à queima roupa.
Segundo testemunhas citadas pelo NY Post, o homem largou a arma antes de fugir.

A vítima ainda foi transportada para o hospital, onde foi sujeita a uma intervenção cirúrgica, mas acabou morrendo duas horas depois, noticia a East2West News.

Amigos afirmam que Natalia não tinha inimigos e referem que a única pessoa que lhe poderia querer fazer mal poderia ser alguém que invejasse o seu talento.
Outra teoria em investigação, é a possibilidade dela bailarina ter estado envolvida com um político rico e cujo relacionamento foi descoberto pela mulher do homem, que mandou matá-la.

O namorado da vítima, Alexander Kravchenko, de 33 anos, nega qualquer envolvimento no crime.

Com informações do site: Portal SBN