segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Idosos com Covid-19 recebem tratamento ao lado de defunto: ‘Tem um morto aqui’


 

Pessoas idosas que testaram positivo para a Covid-19 acabaram sendo isolados em uma sala no Hospital João Lúcio, situado na cidade de Manaus (AM). Acontece que, ao lado dessas pessoas, estava um corpo de um paciente morto, que só foi retirado do recinto após 13 horas.

O episódio aconteceu nesta sexta-feira (18). Miriam Barros, filha de um dos idosos que recebia tratamento naquela sala isolada, desabafou sobre o descaso. “Olha o absurdo onde colocaram o meu pai aqui no João Lúcio. E ainda tem um morto aqui desde a madrugada, um morto aqui. Um descaso”, disse inconformada.
 
A Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) se manifestou sobre o ocorrido por meio de uma nota e prestou sua lamentação, dizendo que irá abrir uma apuração para que seja determinada as devidas responsabilidades. O pai de Miriam, Olavo Barros, uma das pessoas que aparece na capa desta matéria, faleceu na tarde deste sábado (19), aos 90 anos.

Olavo, ao dar entrada na unidade hospitalar, ficou deitado em uma maca no chão do local, próximo do corpo de um homem que veio a falecer na madrugada. Outras duas pessoas idosas contaminadas com a Covid-19 também estava na sala.

A Covid-19, até esta sexta-feira (18), tinha feito mais de 5 mil vítimas mortais em todo o estado do Amazonas. Pelo menos 500 pessoas ainda permaneciam internados com o novo coronavírus. O hospital que é considerado como referência para os pacientes que testam positivo para a doença, Hospital Delphina Aziz, possui mais dos 90% dos seus leitos de UTI ocupados.

Com informações do site: G1