terça-feira, 22 de dezembro de 2020

Mãe encontra vídeo da filha sofrendo abuso no Facebook


 
Foto: Reprodução
Uma jovem de 16 anos acordou sendo abusada após dormir em uma festa em Providence, nos EUA, em dezembro do ano passado. Ao sair da festa, ela foi imediatamente à polícia, que se recusou a abrir uma investigação por falta de provas – mesmo com a jovem dando nomes de pessoas que estavam na festa.

Meses depois, sua mãe encontrou o vídeo no Facebook e a polícia, enfim, aceitou abrir investigação. 

O vídeo foi encontrado pela mãe em março, que gravou a tela do computador e imediatamente enviou à polícia.
“Foi aí que a investigação realmente começou”, disse o major David Lapatin, do Departamento de Polícia de Providence, em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira. “Conseguimos ver quem estava lá. Pudemos ver rostos. Pudemos ver o ato real, de agressão de primeiro grau.”

Os oito jovens, com idades entre 18 e 24 anos, responsáveis pelo estupro, foram presos nesta semana.

“O incidente é horrível, devastador e perturbador em muitos níveis para esta jovem, para sua família e para esta comunidade”, disse o chefe Clements na entrevista coletiva.

O compartilhamento do vídeo no Facebook sugere que os estupradores estavam “orgulhosos do que fizeram e queriam mostrar isso para outros verem – e isso por si só é perturbador”, disse Vanessa Volz, diretora executiva da Sojourner House, em Providence, que fornece suporte e apoio para vítimas de violência e suas famílias.

“É obviamente horrível e completamente inaceitável e acho muito indicativo de como vivemos em uma cultura do abuso”, concluiu.

Com informações do site: As informações são do jornal The New York Times.