quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

Saiba como identificar se você está com colesterol alto


 


Foto / reprodução
Causado pela alimentação irregular e cheia de gordura, o colesterol alto é muito comum entre os brasileiros e seu acúmulo é uma das principais causas de infarto e acidente vascular cerebral (AVC), mas provoca também aterosclerose, pressão alta e insuficiência cardíaca.
O LDL, conhecido como “colesterol ruim”, acaba se acumulando nas artérias e pode bloquear o fluxo sanguíneo.

Os sintomas de colesterol alto, em geral, não existem. Só é possível identificar a alteração por meio de exames de sangue. Porém, o excesso de colesterol no organismo pode gerar depósito de gordura no fígado – e, nesse caso, há alguns sinais físicos:

Bolinhas de gordura na pele, conhecidas como xantelasma;
Inchaço do abdômen sem razão aparente;
Aumento da sensibilidade na região da barriga.
O xantelasma forma-se nos tendões e na pele. São carocinhos de diversos tamanhos, geralmente rosados e com bordas bem definidas. Eles aparecem em grupos, numa determinada região, como no antebraço, nas mãos ou em volta dos olhos.

O inchaço abdominal e a sensibilidade na região normalmente são provocados pelo aumento do fígado e do baço. Os sintomas ocorrem quando as concentrações de triglicerídeos no sangue atingem valores próximos ou superiores a 800 mg/dl de sangue. Outras indicações são dor abdominal intensa e náuseas frequentes.

O que causa o colesterol alto
A principal causa do colesterol alto é uma alimentação pouco saudável, rica em alimentos com gordura, como queijos amarelos, embutidos, frituras ou produtos industrializados. O consumo excessivo faz o colesterol no sangue aumentar muito rapidamente, não permitindo ao corpo eliminá-lo de maneira adequada.

A falta de atividades físicas e de hábitos de vida saudáveis também aumenta o risco da predominância de colesterol ruim. Além disso, há indivíduos que apresentam a disfunção mesmo quando cuidam da alimentação e praticam exercícios físicos, por causa de características hereditárias. Nesses casos, é comum que o problema afete também outros membros da família.

Como se trata o colesterol alto
A melhor forma de se reduzir as taxas e evitar o uso de remédios é fazer atividade física regularmente e manter uma dieta saudável, pobre em gorduras e rica em frutas e legumes. Existem alguns remédios caseiros que ajudam a desintoxicar o corpo e o fígado, eliminando o excesso de colesterol, como chá-mate e o chá de alcachofra, por exemplo.

Se a mudança de hábitos não resolver, é preciso tomar medicação diariamente.

Com informações do site: Tua Saúde