quinta-feira, 24 de dezembro de 2020

Simone tenta abafar críticas após decidir ter filha nos Estados Unidos durante a pandemia


 


Foto: Reprodução
A cantora Simone, da dupla com Simaria, utilizou o Instagram nesta quarta-feira (23) para explicar o motivo de ter ido para os Estados Unidos grávida em plena pandemia. Além de planejar o parto de Zaya na nação norte-americana, ela viajou para resolver a decoração da casa que comprou em Orlando e que ficará para ser alugada por brasileiros em viagem.

"Vou receber uma casa aqui em Orlando, no final de janeiro. Temos que fazer uma quarentena para vir para cá. Quando a casa foi comprada, a ideia era tematizar para, quando os brasileiros viessem para Orlando, ficassem na casa da coleguinha. Tem que fazer a mobília, as coisas. Se eu estivesse distante, a casa ia ficar muito tempo parada. O dólar com preço que está, condomínio, luz e não sei mais... Sem a casa funcionar, a marreta cai do rabo, não está fácil. Também tinha esse propósito de organizar essas coisas", disse Simone.

Ela tentou 'cortar conversa' ao abordar as críticas que vem recebendo nas redes sociais por decidir ter a filha nos Estados Unidos. "Sou muito grata a Deus e vocês pelo carinho. Sei que vocês me acompanham, gostam do meu trabalho e da minha pessoa, por quem eu sou. Pela simplicidade, pela minha história de vida, família. Sei também que sem talento ninguém iria olhar para mim. Não iam me dar o valor devido", alfinetou. 

Simone é casada com o empresário Kaká Diniz e os dois já são pais de Henry, de 6 anos. 

Com informações do site: bnews