quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

Criança de 10 anos realiza aborto de gêmeos após estupro


 

Uma menina de 10 anos fez um aborto de gêmeos em um hospital de Governador Valadares, a 319 km de Belo Horizonte após ser estuprada. O principal supeito do crime é o próprio padrasto da menina, que foi preso nesta sexta-feira (22), por um crime de agressão a mulher.

A delegada Adeliana Xavier, responsável pelo caso, autorizou interrupção da gravidez de 14 semanas solicitado pela mãe da criança. A interrupção da gestação em caso de estupro é garantida pelo artigo 128 do Código Penal.

Mãe afirma que abusos ocorrem há cerca de 4 anos - Record TV 

O caso foi descoberto na última terça-feira (19), quando a mãe denunciou o abuso à polícia, quando constatou a gravidez da filha. O avô da menina pede justiça para que o crime não se repita com outras crianças.

Segundo a mãe, o relacionamento com o companheiro começou há cerca de quantro anos e a menina teria sido abusada durante todo este período. Ao saber do estupro, o casal discutiu e o homem fugiu em uma bicicleta. O suspeito foi preso por outro crime em Resplendor (MG), a 440 km da capital mineira.