sábado, 23 de janeiro de 2021

Jovem é sequestrada em ponto de ônibus e estuprada; homem foi preso após celular dela salvar imagens do crime


 
Foto: Reprodução
Uma jovem foi sequestrada e estuprada no bairro de Stella Maris, em Salvador. A vítima, que preferiu não revelar a identidade, contou em entrevista ao Bahia Meio Dia, que o caso aconteceu enquanto ela esperava um ônibus com um amigo, em um ponto.

O crime ocorreu por vota das 15h, do dia 2 de janeiro de 2021. A jovem contou que tenta se recuperar do assalto que acabou com agressões e estupros.

Um homem armado anunciou o assalto, amarrou a jovem e o amigo dela e os fizeram reféns. Depois, ela foi levada para uma região de dunas, passou horas andando, até os estupro começarem.

"Ele não teve pena. Ele já é uma pessoa acostumada a fazer isso, ele fez muita coisa nojenta comigo, em todo tempo ele dizia que ia me matar. Depois, novamente, a gente... ele colocou a roupa, foi comigo para outro lugar andando, fez vídeos, fotos minha e cometeu novamente o ato comigo", disse a vítima.

Mesmo sendo ameaçada com uma arma e bastante machucada, ela tentou fugir, mas não conseguiu. "Eu tentei fugir. Corri. Ele me alcançou, começou a me bater e praticou novamente o ato".

Mas o que o criminoso não sabia era que o celular da vítima salva as fotos e vídeos automaticamente também na internet. O suspeito foi identificado e preso após a jovem pegar todo esse material e levar para polícia.

Segundo a polícia, o homem já responde por outros oito casos de estupro e confessou os crimes em depoimento. A prisão em flagrante do suspeito foi convertida em preventiva, pela justiça.

"Eu só quero justiça, ele tem que pagar. Me desculpa a forma que eu vou falar agora, mas ele é um lixo de ser humano, ele não tem pena da gente mulher, sabe? Por sermos frágeis. Então, ele atua da pior maneira, da pior parte. O que fica são as sequelas, as lembranças de tudo que ele faz com a gente, então ele tem que pagar, isso não pode ficar assim", contou, emocionada.

O crime trouxe traumas para a jovem, que não conseguiu continuar o relacionamento com o namorado, não consegue mais ficar sozinha, nem sair de casa, mas não perde a esperança.

"Ainda estou com medo de sair de casa, de encontrar pessoas iguais a ele, mas eu espero que isso termine bem. Está tudo muito recente, mas eu sei que vai passar", concluiu.

Com informações do site: G1