terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Mãe de 10 filhos, mulher morre de Covid dias após dar à luz: ‘não conseguiu segurar a filha antes de morrer’


 
Foto: Reprodução
A pandemia do coronavírus segue assolando a população mundial e deixando um cenário desolador. Nos Estados Unidos, país mais afetado pela pandemia no mundo, um caso chocou os moradores do estado da Carolina do Sul, no início deste mês. Uma mulher de 36 anos, mãe de 10 filhos, morreu por Covid-19 uma semana após dar à luz a filha mais nova, Eliza.
 
Identificada como Ashley Bennett, a mulher de 36 anos morreu no último dia 8 de janeiro, após complicações da doença. Ela deixou o esposo e 10 filhos – Julie, de 18 anos; Tyler, de 15; Bredyn, de 13; Mikey, de 12; Sadie, de 5; Macie, de 4; Mia, de 2; Logan, de 1 ano; além de Eliza, recém-nascida.

Segundo informações repassadas por familiares da vítima, a mulher estava grávida de 34 anos quando recebeu o diagnóstico positivo para a Covid-19.
Além dela, o esposo, Darryl, e oito filhos testaram positivo para a doença que já vitimou mais de 400 mil pessoas nos Estados Unidos.

 Fatal
Ashley Bennett não tinha nenhuma comorbidade, fato que gerou mais perplexidade em torno da sua morte. Segundo o irmão, ela sentiu os primeiros sintomas da doença, mas acreditou que estava bem de saúde. “Com o passar dos dias, a situação piorou, foi muito rápido”, contou o irmão da vítima.
 
 
Uma semana após apresentar os primeiros sintomas, a mulher precisou ser internada, e os médicos tiveram que realizar uma cesariana de urgência para a remoção da criança. 

“Ela sofreu um AVC e não conseguiu segurar a filha antes de morrer. A Covid-19 precisa ser levada a sério. Ela não tinha nenhuma doença, era saudável, tinha apenas 36 anos e morreu em apenas 10 dias”, desabafou o marido de Ashley, que agora terá a árdua missão de cuidar dos 10 filhos, frutos do relacionamento com a esposa.
 

Números
De acordo com o último boletim divulgado, os Estados Unidos computam quase 25 milhões de casos de infecção da Covid-19, tendo registrado mais de 414 mil óbitos em decorrência da doença – o maior índice na escala global, o que representa quase 25% do total de mortes pelo coronavírus no mundo.

Com informações do site: I7 News