domingo, 31 de janeiro de 2021

Manchas roxas em bebês: conheças as possíveis causas e quando é necessário se preocupar


 
Foto: Reprodução
Manchas roxas que surgem de forma inesperada no corpo podem ser sinal de alguma doença grave, porém, geralmente é algo simples que acaba desaparecendo. Apesar disso, é importante ficar atento aos hematomas que surgem, pois, caso sejam persistentes, é importante procurar ajuda de um médico.

E as manchas roxas em bebês, será que é motivo de preocupação para os pais? Bem, depende. As manchas que os pequenos nascem com ela, que tem uma cor arroxeada ou acinzentada, não são motivo para alarme. Elas são chamadas de manchas mongólicas e não indicam nenhum tipo de problema de saúde e não é resultado de nenhum trauma. Elas podem estar espalhadas em vários locais do corpo e também podem ter tamanhos variados.

Estas manchas costumam desaparecer de forma espontânea quando a criança se aproxima dos dois aninhos de idade. No geral, não é necessário nenhum tipo de intervenção ou qualquer tratamento específico, sendo orientado que a criança tome banho de sol por cerca de 15 minutos por dias, preferencialmente antes das 10h da manhã.

Contudo, as manchas arroxeadas que aparecem depois do nascimento da criança podem ser resultado de algum tipo de pancada no local, fragilidade capilar, ou em alguns casos mais raros pode ser indício de que o bebê sofra de alguma doença da coagulação. Neste tipo de situação é de extrema importância procurar ajuda de um médico para que possa investigar melhor a causa e prescrever o tratamento correto se for necessário.

Se as manchas surgirem em uma quantidade grande e for piorando ao longo do dia, estiver acompanhadas de outros sintomas, como sangramento, sonolência e febre, os pais ou responsáveis devem buscar ajuda de um pediatra, ou procurar um pronto-socorro de imediato, para que a criança seja avaliada.


Com informações do site: Tua Saúde