segunda-feira, 4 de janeiro de 2021

MARIDO QUE MATOU E ENTERROU MULHER REVELA QUE ENVIOU MENSAGENS PARA MÃE DA VÍTIMA APÓS O CRIME


 


Foto: Reprodução
Adriano Meinster, que foi preso neste domingo (3), após confessar que matou e enterrou a mulher em Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba, prestou depoimento à Polícia Civil. Na conversa, o homem revelou que após o crime, pegou o celular da esposa e enviou mensagem para o telefone dele e também para a mãe da vítima, fingindo ser a mulher.

A suspeita é que o envio das mensagens era para despistar as investigações. “No desespero acabei fazendo isso”, declarou o suspeito.

Apesar de confessar o crime na delegacia, Adriano disse que não sabe como cometeu. O homem também confirmou a versão da amante, que eles teriam viajado para ‘esfriar’ a cabeça.

Neste domingo Adriano foi preso em flagrante. O homem deve ser indiciado por feminicídio, fraude processual e ocultação de cadáver.

Corpo encontrado

A Polícia Civil do Paraná encontrou o corpo Ana Paula Proença Almeida, de 25 anos, que estava desaparecida desde o dia 21 de dezembro. Ela foi encontrada neste domingo (3), após o ex-marido, Adriano Meinster, de 35 anos, ter confessado o assassinato da ex-mulher.

O corpo de Ana Paula Proença Almeida estava enterrado em um paiol nos fundos da casa do casal, em Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba. Adriano Meinster foi preso. A defesa dele alega que o acusado vai colaborar com a investigação.

De acordo com o delegado Ademair Braga, Adriano Meinster disse que tudo aconteceu depois de uma discussão por causa de mensagens de celulardo marido com uma amante. O delegado ainda falou que Ana Paula Proença Almeida foi morta asfixiada.

O filho de dois anos estava em casa no momento do crime.

Com informações do site: ricmais