sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

Mentira de homem de 29 anos que levou adolescente a hotel vem à tona; ela morreu


 
Foto: Reprodução
Lucas Nascimento Carvalho, de 29 anos, e L.I.Z, de 16, foram a um hotel na cidade de Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, no Paraná, no dia 20 de janeiro. Depois de alguns minutos no local, a adolescente começou a passar mal, sangrou bastante e morreu. A morte é investigada pela polícia.

Lucas chegou a ser detido no mesmo dia, mas foi solto na manhã seguinte porque não havia provas de que ele tivesse cometido crime. Laudo do Instituto Médico-Legal (IML) mostrou que a adolescente sofreu um edema pulmonar. O delegado responsável pelo caso aguarda mais laudos.

No dia seguinte à morte de L.I.Z, Lucas deu entrevista à RIC, afiliada da Record TV no Paraná. Lucas deixou que seu advogado falasse por ele porque alegou que não estava se sentindo bem. Igor José Ogar contou que era a primeira vez que Lucas e L.I.Z saíam juntos, mas que eles já haviam se encontrado.

“O Lucas foi muitas vezes na casa da família ao longo desse tempo todo. Não foi pela internet que eles se conheceram, pela internet eles começaram a namorar”, disse o advogado. As declarações foram refutadas pela advogada da família da adolescente.

Adriana Sottomaior contou que os dois não tinham contato e que haviam se conhecido pela internet. Segundo ela, os dois se conheceram pessoalmente no dia 14 de janeiro e saíram no dia 20. A informação desmente o que Lucas e seu advogado haviam dito anteriormente. “Eu vi uma declaração dele dizendo que ama muito, enfim, que era amor, que eles tinham projeto juntos. Eu acho que isso é mais pra causar comoção do que realidade mesmo”, afirmou a advogada.

Com informações do site: I7News, Diogo Marcondes