terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Policial da reserva é preso após atirar contra mulher; vítima ficou paraplégica


 
Foto: Reprodução
Foi preso na manhã desta sexta-feira (22) o policial militar da reserva que atirou contra os vizinhos e deixou uma mulher de 32 anos paraplégica em Biguaçu, na Grande Florianópolis. Segundo a polícia, o grupo fazia fotos em uma estrutura metálica nos fundos de um terreno quando foi surpreendido pelos disparos. O caso aconteceu no último domingo (17) no bairro Sorocaba, porém veio à tona apenas no fim desta semana.

A mulher ferida foi atingida por um disparo no ombro e caiu na estrutura de metal. A polícia não soube informar a altura da queda. Ela foi socorrida e encaminhada ao hospital em seguida.
Ninguém mais se feriu. Na versão apresentada pelas testemunhas, o policial teria efetuado quatro disparos contra o grupo.

 Segundo eles, não houve nenhuma discussão antes do crime. O policial da reserva se apresentou na delegacia de Biguaçu na terça-feira (19). Em depoimento, ele disse à polícia que ao chegar ao local teria solicitado que o grupo se retirasse. Como não foi atendido, ele teria atirado para o alto como forma de advertência.
O terreno em que aconteceu o crime fica entre a casa do policial da reserva e do amigo da vítima. Antes dos fatos, a mulher estava participando de um almoço na casa deste colega. 

O delegado Rodrigo Dantas, responsável pela investigação, diz que o Inquérito Policial deve pedir a denúncia por tentativa de homicídio. Segundo ele, já havia boletins de ocorrência contra o policial da reserva. Vizinhos teriam relatado ainda que o homem andava armado pelas ruas do bairro. 

Um mandado de prisão preventiva foi expedido na noite de quinta-feira (21) e nesta sexta a polícia fez a prisão do suspeito. 

Com informações do site: nsc total