segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Com tiro na cabeça, adolescente é encontrada morta dentro de carro


 
Foto: Reprodução
Pamela Silveira Saturnino, 17 anos, morreu durante um tiroteio na madrugada deste domingo (14), em Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande. Além dela, outros três ficaram feridos, um outro adolescente de 17 anos e um dos possíveis autores dos disparos foram trazidos para a Santa Casa na Capital. Polícia Civil investiga ocaso.

De acordo com o delegado titular de Sidrolândia, Diego Dantas, por volta das 2h da manhã uma discussão entre duas pessoas na Avenida Dorvalino Santos resultou nos disparos. A Polícia Militar chegou a ser acionada e enquanto se deslocava para atender a ocorrência foi abordada por Emerson Rabello Ferreira, 23 anos.

O rapaz apresentava um ferimento no braço e dirigia um Mercedes Benz.  Aos policiais ele contou sobre o tiroteio e disse que o autor dos disparos estaria em um Gol vermelho. Ele foi levado para atendimento médico no Hospital Elmiria Silvério Barbosa. 

Segundo o site Noticidade, no local os militares encontraram Gol vermelho estacionado na contramão. Pâmela foi encontrada já sem vida dentro do veículo.

Já dentro do hospital um  adolescente de 17 anos, que estava em companhia de Emerson, passava por atendimento. Ele foi atingido no tórax e acabou sendo transferido para a Capital junto com Marcos Henrique Sanches Echeverria, 22 anos, que dirigia o Gol onde a Pâmela foi deixada.

Marcos  está sob escolta policial na Santa Casa. Ele teve a prisão em flagrante decretada, já que pode ter sido um dos autores dos disparos. Um revólver calibre 38 foi achado em uma árvore próximo ao Gol vermelho dirigido por ele.

Investigações iniciais apontam que o tirou que matou Pamela foi disparado pelo outro adolescente que será ouvido assim que receber alta hospitalar. Mas nesse momento a Polícia Civil não descarta nenhuma versão e "aprofundará a investigação para elucidar todas as circunstâncias e motivações" ,diz a nota do delegado.

Já Emerson foi levado para a delegacia, após atendimento médico, onde foi ouvido e liberado.

Com informações do site: campograndenews