terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

Dentista é suspeita de ter deformado o rosto de mais de 20 pacientes


 
Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga uma dentista acusada de deformar o rosto de, pelo menos, vinte pacientes, em Campos dos Goytacazes. A profissional oferecia harmonização facial, uma técnica de preenchimento facial (não cirúrgica), com ácido hialurônico, que é uma substância temporária e absorvível pelo corpo humano, enquanto, ela na verdade inseria PMMA (polimetilmetacrilato), que é uma substância permanente e inabsorvível pelo o corpo humano.

As vítimas procuraram a delegacia nesta segunda-feira (8), depois que o procedimento realizado por Gisele Gomes as deixou com o rosto desfigurado. Lana Vellascos, uma das vítimas, teve uma infecção na boca após fazer um preenchimento labial.

Segundo a jovem, o mesmo dia, os lábios incharam e a pele ficou escura, mas, ao procurar a dentista, recebeu a informação de que os hematomas eram normais e seriam consertados na próxima aplicação. Lana e outras 19 mulheres registraram boletim de ocorrência contra a dentista.

De acordo com a advogada das vítimas, Andrea Paes, as consequências do procedimento mal feito vão além da aparência. Segundo a acusação, muitas desenvolveram cárie porque não conseguem mais escovar os dentes, já que a substância injetada causa muita dor.

Ela também disse que algumas mulheres chegaram a se divorciar e perder o emprego após caírem no golpe, "teve mulheres que se afastam do marido e, porque entram em depressão pela transformação, gera o divórcio. Mulheres que se afastaram e perderam a profissão porque não conseguem exercer a profissão com o rosto deformado que ficaram", disse a advogada. 

No consultório de Gisele Gomes foram apreendidos produtos vencidos e sem autorização para uso no na justiça pelos danos causados. Com a formalização das queixas, foram mais de 20 inquéritos abertos contra Giselle Gomes. Ela já foi denunciada pelo Ministério Público e vai responder por crimes como lesão corporal gravíssima e estelionato. 


Com informações do site:  diarioonline