quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

"Estava sem calças porque estava com diarreia" Afirma homem visto estuprando menina de 11 anos


 
Foto: Reprodução

Depois de ser preso em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável nesta terça-feira (9), na Vila Bandeirante em Campo Grande, um agente de saúde, de 35 anos, do centro de Zoonoses disse em depoimento que estava só de cuecas na casa de sua amiga por que estava com diarreia. Ele passa por audiência de custódia, nesta quarta-feira (10).

Em depoimento depois de sua prisão, ele negou na delegacia o estupro e disse que estava só de cuecas na casa de sua amiga por que estava com diarreia e tinha ido ao banheiro. A menina contou a mãe que o homem a acordou jogando travesseiros na porta de seu quarto e quando ela saiu, ele estava com o órgão genital para fora.

Ele pegou a mão da criança e colocou em seu órgão genital. Assustada, a menina correu para o quarto da mãe contando o que havia acontecido. A polícia foi chamada e ele levado para a delegacia.


A mãe da criança disse que é amiga do agente a cerca de 9 meses, e que no dia do crime ele teria ido até a sua casa a convidando para tomar cerveja, mas ela já estava bebendo na companhia de uma amiga.
Foi, então, que o homem foi até uma conveniência para comprar cerveja onde ficou na casa da amiga bebendo.

Como já estava tarde e ele havia bebido demais, a mulher o convidou para dormir na sua casa colocando um colchão na sala para que ele dormisse, quando de madrugada o agente de saúde cometeu o crime.

Com informações do site:  radiocacula