quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

Filho prometeu 10 mil reais para que homem matasse o seu pai idoso no Piauí, diz delegado


 
Foto: Reprodução
O suspeito de ser o executor do assassinato de Geraldo de Sousa Brito, 70 anos, prestou depoimento à Polícia Civil na segunda-feira (9). O delegado Célio Benício, que investigou o caso, disse que o homem afirmou que o filho da vítima lhe prometeu R$ 10 mil para que ele agredisse o idoso.

O crime aconteceu em novembro de 2020, na cidade de Bertolínia, Sul do Piauí, e o suspeito, que não teve o nome revelado, foi preso no sábado (6), em Imperatriz (MA).
O filho do idoso está preso desde dezembro, suspeito de ser o mandante do crime.

“ELE DISSE QUE FOI DEZ MIL PARA DAR UMA SURRA NA VÍTIMA E DEFENDEU-SE DIZENDO QUE QUEM MATOU FOI O FILHO DO IDOSO E NÃO ELE, MAS ESSA É SÓ A VERSÃO DELE”, INFORMOU O DELEGADO.

A esposa do homem também foi presa, porque, segundo a polícia, ela acompanhava o autor no dia do homicídio.
“Ele disse que a esposa ficou só de ir buscá-lo em Bertolínia e que ficou sabendo da situação só depois”, afirmou Célio Benício.

O inquérito foi concluído e encaminhado ao Ministério Público, que denunciou o homem, a mulher e o filho da vítima por homicídio duplamente qualificado: por motivo torpe e ação que impediu a defesa da vítima.

Fonte: G1 Piauí