segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021

Homem diz que matou o pai por ‘ordem de Deus’ em SP e que iria ‘ressuscitá-lo’


 
Foto: Reprodução
Um homem de 38 anos, suspeito de matar o pai a facadas, foi capturado por policiais militares na tarde desta sexta-feira (5), no bairro Samambaia, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Segundo a PM, Rodrigo Lima Silva confessou informalmente à equipe ter sufocado e deferido três facadas contra o pedreiro Josoel Silva de Souza, de 63 anos, no último domingo (31), por “ordem de Deus”.

Souza foi encontrado morto dentro de casa, com lesões na região do tórax provocadas por um objeto cortante. Segundo informações apuradas pelo G1, o pedreiro morava com o filho, que estava desaparecido desde o dia do crime. Nas redes sociais, familiares do rapaz comunicaram o sumiço e pediam por notícias dele, que, para a polícia, já era considerado o principal suspeito do homicídio.

Segundo a PM, a equipe foi acionada por meio de uma denúncia anônima. Quando a viatura chegou ao local, Rodrigo estava cercado por moradores, que o apontavam como autor do homicídio de seu pai.

De acordo com o cabo Rafael Silva de Araújo, que integrava a equipe, o rapaz não dizia coisas coerentes e, ao confessar o crime, disse que “cumpriu uma ordem de um Deus do altíssimo, que depois iria ressuscitá-lo”.
“É um indivíduo que, possivelmente, tem problemas psiquiátricos. Assim que chegamos ao local, existia uma iminência de possível linchamento”, revela o PM.

A equipe conduziu o suspeito para o Departamento de Homicídios de Santos, onde Rodrigo foi liberado por questões jurídicas e teve a prisão preventiva solicitada à Justiça pela autoridade policial.

O G1 tentou contato com a defesa do suspeito, mas a família informou que o rapaz ainda não nomeou um advogado para representá-lo. 


Com informações do site: G1