segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Mãe de 11, jovem de 23 anos quer ter cem filhos em pouco tempo


 
Foto: Reprodução
Aos 23 anos, Christina Ozturk já tem 11 filhos. Mas ela ainda não está nada satisfeita. A jovem russa, originária de Moscou pretende aumentar consideravelmente o número de herdeiros. Ela quer ter mais cem filhos! Sim, cem! E não quer esperar muito tempo para atingir a "façanha".

Casada com Galip Ozturk, um abastado empresário do ramo hoteleiro, Christina pretende contar com a ajuda de dezenas de barrigas solidárias para chegar a ter a maior família do mundo.

O casal vive em Batumi, na costa do Mar Negro da Geórgia, ex-república soviética. Christina era ainda mãe solo quando visitou a cidade. Lá conheceu o empresário, e foi uma paixão fulminante que logo levou ao casamento. Galip, que tem filhos do primeiro casamento, não se opôs ao aumento considerável da família. Foi quando o casal começou a usar as barrigas solidárias. Na verdade, começou a pagar o equivalente a R$ 52 mil para as mulheres que topassem entrar no projeto. A última filha nasceu em janeiro e se chama Olivia. Outros bebês estão a caminho.

"A clínica em Batumi escolhe mães de aluguel para nós e assume total responsabilidade pelo processo. Não conhecemos pessoalmente as mães de aluguel e não temos contato direto com elas para evitar problemas após a gravidez", disse a russa, de acordo com o "Daily Star".

Ela vai contar com a ajuda de barrigas de aluguel para atingir a marca de 11 filhos (Fotos: redes sociais)

"Toda a comunicação é feita pelo ambulatório, a gente só acompanha os indicadores de saúde, faço um cardápio alimentar para as mães para que a alimentação fique completa, vejo o resultado dos exames", acrescentou.

Só são selecionadas mulheres jovens e que já tiveram ao menos uma gravidez. A clínica também faz verificações para garantir que não tenham maus hábitos ou vícios. As escolhidas também recebem acompanhamento psicológico para garantir que estão prontas e preparadas para entregar o bebê após o seu nascimento.