quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

Menina de 9 anos é internada na UTI após casa ser atingida por raio no litoral


 
Foto: Reprodução
Uma menina de 9 anos ficou quatro dias em observação em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), após sofrer queimaduras de 2º e 3º graus quando a casa dela foi atingida por um raio, em Santos, no litoral de São Paulo. Isabele Cristina segue internada na enfermaria, enquanto os outros moradores da residência sofreram queimaduras moderadas e leves e passam bem.

Em entrevista ao G1 nesta quarta-feira (10/2), o pai da menina, Lucas Roberto Pacheco, de 27 anos, contou que o raio caiu na residência, que fica no Morro Santa Maria, por volta das 21h30 da última quinta-feira (4).
Ele estava no quarto da casa com a esposa, duas irmãs, cinco filhos e três sobrinhos. As outras pessoas estavam na cozinha, cômodo mais atingido pela descarga elétrica.

"Estava deitado na cama e veio um clarão enorme vindo da cozinha. Foi tudo muito rápido. Quando corri, vi uma 'bola' de energia estourando todas as tomadas, minha esposa engatinhando no chão e todos olhando para as próprias mãos sem enxergar", relatou Lucas.

A esposa de Lucas contou à ele que um raio atingiu a cozinha, mas ele demorou a entender. "Fiquei paralisado. Vi tudo explodindo, mas não sabia que era um raio".
Além de estourar todas as tomadas da casa, o raio chegou ao disjuntor, que também explodiu, pegou fogo e bloqueou a passagem para fora da residência.

Lucas relatou que a casa foi tomada por fumaça e as pessoas já estavam sentindo falta de ar. Ele jogou água no disjuntor para apagar as chamas. "Falaram, depois, que não era para ter feito isso, porque a casa estava energizada, e a saída ficou com o chão molhado, mas não consegui pensar em mais nada", confessou.

Todos conseguiram sair da casa. As mulheres e algumas das crianças sofreram queimaduras de 2º grau.
Elas foram levadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Central, onde receberam oxigênio, medicação e tratamento para as feridas. A filha Isabele precisou ser encaminhada à Santa Casa de Santos com urgência e ficou em observação em uma UTI.

Ela recebeu a maior parte da descarga elétrica do raio e sofreu queimaduras de 2º e 3º graus no pescoço, braço, cabelos e até sobrancelha. De acordo com a mãe, Ana Carolina Santos, de 27 anos, a filha foi entubada devido à queimadura no pescoço, que poderia atingir as artérias respiratórias.

Casa destruída

A casa, alugada, ficou destruída após o incidente. Conforme o raio atingia as tomadas, partes do concreto das paredes explodiam e eram arremessadas. Para Lucas, foi a sorte que fez com que ninguém tenha sido atingido pelo concreto.

Agora, os familiares estão em um cômodo emprestado, enquanto tentam alugar uma nova residência para viverem, já que a anterior teve a parte elétrica e parte da construção comprometidas. Os eletrodomésticos e eletroeletrônicos queimaram devido às explosões.

Além disso, os colchões pegaram fogo. As chamas chegaram até os armários, destruindo, também, as roupas dos adultos e das crianças. Eles estão arrecadando doação de móveis, roupas e eletrodomésticos na Rua da Constituição, 346, no bairro Paquetá, em Santos.

Defesa Civil

Procurada pelo G1, a Defesa Civil de Santos confirmou que um raio caiu no imóvel no Morro Santa Maria, causando um princípio de incêndio e ferindo pessoas. Por nota, a prefeitura informou que quatro adultos e sete crianças ficaram desabrigadas.

"Foi ofertado abrigo municipal para essas famílias que residiam na casa, porém, as mesmas preferiram ficar em casa de parentes e amigos. A ocorrência foi atendida pelos bombeiros".

Além disso, a Defesa Civil foi notificada para vistoriar o local e recomendou apoio à Subprefeitura Morros para que o imóvel volte a ter condições de habitabilidade.

A família foi orientada a procurar o Cras Nova Cintra, caso precise de auxilio como cestas básicas, materiais de higiene, novos documentos, etc. Outros dois imóveis também foram afetados pelo raio, com danos na parte elétrica e sem vítimas.

PORTAL   CBN