segunda-feira, 15 de fevereiro de 2021

Padre casa mulher trans na igreja e acaba sendo demitido: ‘Essa é a igreja que queremos’


 
Foto: Reprodução
Por muitos anos, o casamento foi uma celebração baseada na união de homem e mulher. Mas atualmente, o matrimônio na igreja não apresenta mais essa limitação, pois diversas congregações aprovam a união entre pessoas do mesmo gênero e até mesmo casais transsexuais, como o caso que você verá a seguir.

Um homem, que agora se identifica como sendo do gênero feminino, acabou de se unir em matrimônio em uma Igreja Católica na Argentina depois que um padre aceitou realizar a cerimônia religiosa, que até poucos anos é proibida em todos os países.
 

A mulher havia falado na Rádio Mitre, uma estação local, que tinha como um de seus sonhos se casar na igreja: “Se esta família que temos com o Pablo não foi construída com o amor pela mão de Deus, diga-me onde está Deus. Porque Jesus olhou para as pessoas além de sua condição. Essa é a igreja que queremos”, falou. Diante da declaração dela, o padre se dispôs a presidir a cerimônia de matrimônio, o que teve grandes consequências.

O sacerdote, identificado pelo nome de Fabián Colman, foi demitido da instituição religiosa depois de firmar o compromisso de Victoria Castro, uma mulher transsexual, com seu companheiro Pablo López Silva, com quem se casou no civil em 2011.

O casamento entre Victoria, de 46 anos de idade, e seu marido Pablo, de 54,aconteceu na cidade argentina de Ushuaia e rapidamente chamou a atenção dos altos cargos da igreja, que imediatamente solicitaram a demissão do padre, considerando que a união vai contra os preceitos canônicos.

Com informações do site: i7news