sábado, 27 de fevereiro de 2021

Trabalhador tem ataque de fúria após levar calote, fica irado e ‘desfaz’ serviço


 
Foto: Reprodução

De tempos em tempos a internet presenteia a população com vídeos virais que arrancam gargalhadas das pessoas. Nos últimos dias, os usuários das redes sociais se depararam com uma situação bem peculiar.

Na verdade, quem desenvolve algum trabalho quer receber o valor devido por aquela atividade que executou. Contudo, nem sempre todo mundo age de forma correta e muitas vezes acaba contratando um profissional e, após o serviço pronto, a pessoa simplesmente não paga pelo que foi realizado. E geralmente, quem fez o trabalho amarga o prejuízo.

Mas tem aqueles profissionais que ignoram e se não recebem o valor devido pelo trabalho executado tomam outras providências. Um pedreiro indignado resolveu justamente tomar uma atitude drástica após ter levado o calote. Engana-se quem imagina que o homem tenha procura ajuda judicial.

O pedreiro não levou desaforo para casa e decidiu se vingar à altura após ter levado o calote. Sem receber pela obra concluída, o rapaz resolveu detonar tudo aquilo que ele mesmo fez. O fato ocorreu na cidade de Essex, que fica localizada na Inglaterra. Indignado, o profissional teve um ataque de fúria e destruiu as estruturas das duas casas que construiu.

As cenas foram registradas e compartilhadas no TikTok e claro, acabaram viralizando. O pedreiro escala os andaimes levando um martelo na mão. Depois, ele começa a destruir tudo à base da martelada.
Enquanto isso, alguns dos seus colegas tentam a todo custo tentar acalmá-lo.


@fattdann

#fattdann #youaintevencouncil #doasyatold #ukcomedy #builders

♬ original sound - Fatt Dann’s

No meio do ataque de fúria, é possível escutar alguém falando para que ele se acalme. “Tony, acalme-se, vem cá, amigo, o que está acontecendo?”, indaga um amigo.
A pessoa que está fazendo a gravação responde que ele não recebeu pelo serviço. O caso ganhou grande repercussão, mas não se sabe o que aconteceu depois do vídeo viralizar.

Com informações do site:  1news - Shyrlene Souza