sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

VEJA O TARADO QUE ESTÁ ABORDANDO MULHERES EM CURITIBA; ELE NÃO RESPEITOU NEM UMA GRÁVIDA


 
Foto: Reprodução
Um homem ainda não identificado pela polícia está abordando mulheres em pelo menos cinco bairros de Curitiba. sem roupa da cintura para baixo, ele se aproxima com um Peugeot vermelho escuro (bordô). A informação exclusiva é da equipe do Cidade Alerta Paraná.

A jovem Karolay de Amaral foi uma das vítimas no bairro Guabirotuba, na semana passada. Grávida de oito meses, ela voltava pé de uma consulta médica em uma unidade de saúde do bairro, pela Rua José Janini Panceti, às 8h15 da manhã, quando notou que um carro andava devagar perto dela. Karolay achou que o homem queria alguma informação.

Foi quando o homem se aproximou mais, ela chegou perto do vidro para ver o que ele queria de ajuda e viu que o homem estava sem roupa da cintura para baixo. Então o tarado mandou ela entrar no carro e Karolay negou. Quando ele insistiu que ela entrasse, Karolay ameaçou chamar a polícia. Neste meio tempo, um vizinho ouviu a confusão e tentou ir em defesa da vítima. O tarado desistiu da investida e foi embora sentido Canal Belém. Karolay só conseguiu ver as iniciais da placa, que seriam AZL E9.

Logo em seguida a Polícia Militar chegou e orientou que a vítima prestasse queixa em alguma delegacia.

Na região, outra moradora estava na sacada de sua casa quando o homem passou no Peugeot e mexeu com ela. Quando ela viu o homem sem roupas, o mandou ir embora e se recolheu para dentro de casa.

Mas estes não devem ser os únicos casos na capital. Karolay postou o ocorrido numa rede social e logo surgiram vários outros relatos no Xaxim, Alto Boqueirão, Hauer e Novo Mundo. As vítimas relatam o mesmo carro e a mesma maneira de agir. Há relatos também dele se tocando dentro do carro, em plena luz do dia. Até mesmo um padre, de uma paróquia do bairro Guabirotuba, viu o carro circulando de forma suspeita pela região.

A orientação da polícia é que as vítimas prestem queixa na delegacia mais próxima, para que o tarado possa ser identificado e preso. “Se ele não respeitou nem a mim, que estou grávida, ele não vai respeitar ninguém. Criança, idosos, ninguém”, lamentou Karolay.



Com informações do site: ricmais