terça-feira, 2 de março de 2021

Adolescente de 13 anos estuprada pelo avô também foi abusada pelo pai, diz polícia


 
Foto: Reprodução
A adolescente de 13 anos que foi estuprada pelo avô em Botucatu (SP) também tinha sido abusada pelo pai no ano passado, de acordo com a Polícia Civil.

"Ela foi vítima de estupro pelo pai no ano passado e, este ano, vítima de estupro pelo avô. A família denunciou na época e teve a prisão do pai", explicou o delegado Lourenço Talamonte.

Segundo a Polícia Civil, os dois suspeitos estão presos na penitenciária de Iaras e a menina está fazendo acompanhamento psicológico na Unesp de Botucatu. A data do estupro ocorrido no ano passado não foi informada pela polícia.

O delegado informou que o Conselho Tutelar e a Vara da Infância e Juventude também foram acionados e estão cuidando do caso.

Prisão do avô

O idoso de 61 anos suspeito de estuprar a neta foi preso nesta quarta-feira (24). Segundo a Polícia Civil, ele confessou que cometeu o crime quando ficou sozinho em casa com a menina, no distrito de Rubião Júnior.

Segundo o delegado Talamonte, a vítima tinha ido até a casa do avô para pedir dinheiro. No entanto, o homem a levou para o quarto e a estuprou. Em seguida, deu R$ 12 à menina, informou a polícia.

O delegado explicou que o estupro aconteceu no dia 4 de janeiro, mas só chegou ao conhecimento da polícia na segunda-feira (22), quando o idoso se apresentou, por iniciativa dele, na delegacia. Segundo a polícia, até então a vítima não tinha denunciado o caso.

Com a apresentação do suspeito, a polícia passou a investigar e o homem foi preso por estupro de vulnerável.

"Foi registrado BO e a menina foi submetida a exame sexológico na Unesp, que confirmou o estupro. Ele [o avô] também confessou o crime bárbaro que ele cometeu e foi representada pela prisão preventiva, que foi decretada", explicou o delegado.

Outros crimes
Segundo a Polícia Civil, o idoso já havia sido condenado por estuprar a filha dele, mãe da neta de 13 anos. O crime ocorreu quando a vítima tinha 10 anos.

A polícia informou que ele cumpriu pena por esse crime e chegou a ficar detido por cerca de sete anos.

O homem também está sendo investigado por violência contra a mulher. Segundo o delegado Talamonte, foi aberto outro inquérito para apurar agressões que o suspeito teria cometido contra a esposa.

Com informações do site: G1