terça-feira, 23 de março de 2021

Coceira vaginal não é só por fungo: 5 causas não têm nada a ver com infecção


 
Foto: Reprodução
Do VIX - A coceira na região íntima é algo bastante comum e, por ter diversas causas, pode afetar mulheres de todas as idades em algum momento da vida. Conheça alguns dos fatores que podem provocar coceira na vagina e que não têm nada a ver com fungo ou infecção:

Coceira na vagina: o que pode ser?

Secura vaginal
Sem a hidratação adequada, a vagina fica mais seca e, consequentemente, mais propensa a sofrer com coceira.

De acordo com o ginecologista e obstetra Rogério Bonassi, a secura vaginal pode ser provocada por alterações hormonais, menopausa, uso de pílula, amamentação, entre outros fatores.

Higiene incorreta
A limpeza inadequada da vagina também pode causar a coceira.

Muitas mulheres não aprendem a lavar corretamente a região por conta de um tabu mesmo, porque não conhecem bem o próprio corpo e não querem tocar muito a vagina durante o banho, afirma a ginecologista Bárbara Murayama, do Hospital 9 de Julho.

Depilação
A depilação íntima também pode causar coceira em alguns casos. Retirar completamente os pelos pubianos pode provocar o incômodo em algumas mulheres.

Aparar o excesso com uma tesourinha pode ser o procedimento mais indicado para evitar o desconforto.

Alergia
A coceira na vagina pode também ser desencadeada por uma alergia.

Absorvente, sabonete íntimo, gel lubrificante e brinquedos eróticos são alguns dos fatores capazes de provocar uma reação alérgica na área íntima da mulher.

Além da coceira, a mulher pode ainda observar vermelhidão, inchaço, e espessamento da pele da área.

Doenças
Apesar de comum, a coceira na região íntima não deve ser ignorada. Buscar orientação médica é importante, já que o desconforto pode sinalizar condições mais complexas de saúde, como líquen (doença inflamatória), infecções sexualmente transmissíveis, eczema ou psoríase, até mesmo câncer de vulva.

Com informações do site: Vix