segunda-feira, 1 de março de 2021

Corpo da bebê Lara Sophia, que teria sido jogada no rio pelo próprio pai, é encontrado


 
Foto: Reprodução
Pescadores encontraram, neste domingo (28/02), o corpo da criança, de 1 ano e 9 meses, que foi jogada no rio Sapucaí, em Silvianópolis, Sul de Minas. O corpo estava boiando, sendo levado pela correnteza do rio, a cerca de 50 quilômetros do local onde Wallace Prado jogou a própria filha.
 
Os moradores que avistaram o corpo da menina, o arrastaram para a margem do rio e acionaram a Polícia Militar. A perícia da Polícia Civil foi ao local para retirar a criança de dentro da água.
Desde quarta-feira passada (24), os bombeiros, do pelotão de Pouso Alegre, faziam buscas no rio na tentativa de encontrar a menina. A varredura com barcos e mergulho foi feita a partir do local onde o pai teria jogado a filha, antes de cometer suicídio. Um sapatinho da menina foi encontrado na margem do rio, ainda no município de Silvianópolis. Corpo percorreu mais de 50 km na correnteza do rio
 
Com a utilização de GPS, a Polícia Civil mediu a distância percorrida pelo corpo da menina, desde onde foi jogada pelo pai até o ponto encontrado, já no município de Turvolândia.
 Em linha reta foram 23 km. Mas, pelo rio, que foi o trajeto feito, foram 51 km entre os pontos. Após briga, pai levou a criança na casa da mãe
Um tio da menina Lara Sophia, que conversou com a nossa reportagem, contou que Wallace pegou a filha na noite de terça-feira (23) na casa da mãe, em Turvolândia, dizendo que iria levar a filha para a casa da avó, em Silvianópolis.

Aquela seria a primeira noite que Wallace estava saindo de casa depois da companheira pedir a separação após uma briga de casal, contou o tio da criança. Os dois estavam juntos a cerca de três anos. Ainda na noite de terça, o rapaz ligou para a mãe da criança, questionando se ela estava decidida terminar o relacionamento.

Quando o dia clareou, já na quarta-feira, a mãe ligou para saber da filha. Mas não teve nenhuma notícia da menina nem do paradeiro de Wallace. Ela registrou um boletim de ocorrência na Polícia Militar e as buscas pelos dois desaparecidos.

O corpo de Wallacre foi encontrado pendurado numa árvore, próximo ao rio Sapucaí. Perto dele estava o sapatinho da menina.

Com informações do site: kokoinfo