quinta-feira, 11 de março de 2021

CRUELDADE: Preso acusado de matar companheira a facadas


 
Foto: Reprodução

Um homem que matou a esposa a facadas foi preso na tarde desta quarta-feira (10), em Belém. A vítima, Eldelene Roberta Pires Duarte, de 36 anos, foi morta na tarde do dia 12 de fevereiro, no bairro da Agulha, em Icoaraci. Familiares da vítima acionaram o Serviço de Atendimento Móvel (SAMU), mas a mesma não resistiu aos ferimentos.

De acordo com o delegado Carlos Iven, da Delegacia de Homicídios de Icoaraci, veiculada à Divisão de Homicídios (DH), o homem confessou que agiu por motivo fútil. "Em depoimento, o acusado disse que teve uma discussão com a mulher e ela teria dito que estava tendo um relacionamento extraconjugal.
Revoltado com isso, ele desferiu diversos golpes contra Eldelene", disse o delegado.

Assim que a Polícia Civil tomou conhecimento do caso, diligências foram iniciadas para prender o autor do crime. Familiares e testemunhas foram ouvidas. Após a identificação do mesmo, o setor de inteligência da delegacia começou a monitorar o suspeito do crime brutal, fazendo sua captura menos de um mês após o crime. Durante este período, o foragido passou pelas cidades de Castanhal e, posteriormente, Tailândia.

O delegado esclareceu em coletiva à imprensa, que a Polícia Civil também investiga um segundo crime: o de abuso contra criança e adolescente. De acordo com relato de familiares, o pai abusava de uma das filhas.

A investigação apontou que o casal estava junto há quase 20 anos e morava numa residência simples, de madeira, onde Eldelene foi morta. Eles tinham um casal de filhos - um adolescente de 15 anos e uma menina de 12.

Para o irmão da vítima, Roberto Pires, a prisão do investigado é um alento no coração dos familiares. "Desde o dia que a minha irmã foi morta, a Polícia Civil nos deu total apoio. O delegado Carlos Ivan falava comigo diariamente e sempre dizia que esse dia iria chegar o mais breve possível. E, felizmente, ele chegou.
Agora, é pedir justiça pelo que ele fez, não só com a minha irmã, mas com toda a nossa família", disse Roberto emocionado.

Ainda na tarde desta quarta-feira, o homem seguiu para o CPC Renato Chaves para fazer exame de corpo de delito. Após isso, ele foi encaminhado para o sistema penitenciário, onde ficou à disposição da justiça paraense e responderá pelo crime de Feminicídio.


Com informações do site:  diarioonline