domingo, 21 de março de 2021

Mulher será indenizada após chefe chamá-la de “feia” e “esquisita”


 
Foto: Reprodução
Uma ex-funcionária processou a empresa de gestão e otimização de processos em que trabalhava, em Belo Horizonte (MG), por ter sido ofendida pelo supervisor. O homem a chamou de “feia e esquisita”, e a companhia terá que pagar uma indenização no valor de R$ 8 mil.

A trabalhadora alega ter sido vítima de assédio moral, sendo perseguida e humilhada pelo supervisor hierárquico. Além disso, o chefe da equipe teria feito comentários racistas contra a profissional.

Com informações do site: metropoles