terça-feira, 23 de março de 2021

Padre causa polêmica e revolta ao criticar isolamento: ‘As pessoas têm que se conformar que vão morrer’


 
Foto: Reprodução

Um padre do Rio de Janeiro causou polêmica no último final de semana durante a celebração de uma missa na Paróquia da Ressureição, situada no Arpoador. Durante o ato religioso, o sacerdote teceu críticas às medidas de isolamento social praticadas para conter a pandemia do coronavírus, que segue assolando a população nacional de forma devastadora nas últimas semanas. 

Durante a conversa com os fiéis que participavam da celebração, o padre identificado apenas como Wellington, disse que apesar do cenário de vacinação contra a Covid-19, “as pessoas têm que se conformar porque vão morrer”.
A informação foi publicada pelo jornal “O São Gonçalo”, e também repercutida no blog do jornalista Ancelmo Gois, do jornal “O Globo”.

Aplausos e revolta

Segundo informações do jornal, algumas pessoas presentes chegaram a aplaudir o religioso pelas fortes declarações. Contudo, uma grande parcela se revoltou com a postura do sacerdote, e foram feitas reclamações na secretaria da paróquia. 

Dentre as pessoas que não aprovaram a fala do padre, uma médica que estava presente afirmou que o religioso estava fazendo um desserviço à saúde pública ao se mostrar contra todas as medidas de isolamento, que ajudam a diminuir a disseminação do coronavírus entre a população. 


Ainda houve relatos de fiéis que saíram do local religioso antes mesmo do final da celebração da missa por conta do negacionismo do padre Wellington, em um momento tão crítico que o país passa pelo avanço da doença.
Até o fechamento desta matéria, a comunidade religiosa onde o padre exerce suas funções não havia se pronunciado sobre o caso. 

Com informações do site: i7news - Cido Vieira