close

quarta-feira, 7 de abril de 2021

Bandidos matam motorista após confundi-lo com PM durante assalto


 
Foto: Reprodução

O motorista Manoel Macário Alves Aparício, 41, foi morto com quatro tiros, sendo três tiros no rosto e um na cabeça, durante um suposto assalto a uma sucataria, na tarde desta terça-feira (6), na rua Lourenço Braga, Centro de Manaus. 

De acordo com o delegado plantonista Daniel Verzzani, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), quatro bandidos armados invadiram a sucataria e fizeram a vítima refém. Após amarrar os demais funcionários da sucataria, o grupo atirou em Manoel e depois fugiu.
 

"O que testemunhas nos repassaram é que os quatro bandidos estavam todos armados e chegarem no local perguntando por um policial que trabalhava na sucataria. Os funcionários teriam dito que não havia policial trabalhando lá, mesmo assim, os funcionários foram amarrados e o Manoel acabou morto", disse. 

Conforme o delegado, a vítima prestava serviço terceirizado para a Polícia Militar, dirigindo um caminhão guincho. No momento em que foi surpreendido pelos bandidos, a vítima usava uma calça da PM, o que pode ter feito os bandidos o confundirem com um militar.
 

Um dos empregados da sucataria, que foi amarrado pelo bandidos, contou que ao chegar no local foi feito refém junto com seus colegas. Manoel que era o dono do estabelecimento foi levado pelos criminosos para o lado de fora, onde foi morto com vários tiros.

"Eles perguntaram por um policial e eu disse que ninguém era policial, que trabalhavamos apenas com guincho. Eles não deram ouvidos, amarraram a gente e levaram o Manoel, que foi baleado no rosto e na cabeça", contou. 

O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML). O caso está sendo investigado. 

Com informações do site: portal do holanda