segunda-feira, 12 de abril de 2021

Estudo aponta que homens jovens têm preferido videogame a ter relações


 
Foto: Reprodução

Um estudo realizado nos Estados Unidos e publicado no dia 22 de março pela Universidade de Rutgers (de Nova Jersey) em parceria com a Universidade Estadual de Nova York, mostrou que homens jovens têm preferido jogar videogame a ter relações.

O relatório produzido entrevistou por volta de dois mil homens e mulheres entre os anos 2007 e 2017, em busca das razões para o atual declínio na atividade casual entre jovens.
O principal motivo encontrado pela pesquisa foi a diminuição no consumo de bebida alcoólica, mas, no caso específico dos homens, jogar videogame aparecia em segundo lugar.

De acordo com a pesquisa, entre os jovens de 20 a 24 anos, a proporção dos que afirmam não ter feito relações casual no último ano aumentou de 11,7% para 15,2%. Levando apenas homens em consideração, na faixa etária de 18 a 24 anos, esse aumento pulou de 18,9% para 30,9%. Dentre o público masculino, por volta de 1/4 da queda foi atribuído à prática de jogar videogame.

Simon Forrest, professor do Instituto de Saúde e Sociedade da Universidade de Newcastle, comentou a pesquisa, mencionando mudanças nos hábitos de jovens nos últimos 50 anos. Segundo ele, a juventude atualmente forma parcerias de longo prazo mais tarde em suas vidas. Conforme o relato do maestro, muitos jovens ainda estão dependentes de sua família, podendo afetar o tipo de relação que desenvolvem.

Conforme apurado pelo TechTudo, Simon ainda mencionou um fenômeno que chamou de “pornografização” da sociedade, que consiste basicamente no acesso maior à pornografia online. De acordo com Forrest, a juventude pode estar preocupada em ter seus corpos “objetificados”, ou até mesmo em reforçar atitudes negativas contra mulheres.

Com informações do site:  istoe